Dois homens foram presos em flagrante nesta terça-feira (27) em Curitiba e região, em uma ação da Polícia Federal (PF) que cumpria mandados de busca e apreensão, com o objetivo investigar o compartilhamento de imagens de pornografia infantil na internet. Segundo a PF, mais de 101 mil arquivos com imagens de exploração sexual de crianças e adolescentes foram encontrados com os suspeitos.

LEIA TAMBÉM – Caso Henry faz alerta: Como prevenir casos de violência contra crianças? Veja dicas

Um dos homens, de 60 anos, foi detido em casa, em Curitiba, e o outro, de 43 anos, foi preso em Piraquara, na região metropolitana da capital paranaense. Com o suspeito preso em Piraquara a polícia encontrou mais de 100 mil arquivos com imagens de pornografia infantil. Já o morador de Curitiba armazenava mais de mil arquivos da mesma natureza.

LEIA AINDA – Pandemia estreitou laços entre as famílias e seus idosos. Filhos e netos passaram a cuidar dos pais e avós

De acordo com a PF, computadores e outros materiais apreendidos com os presos serão submetidos a perícia técnica. E as investigações, focam agora na identificação de abusadores sexuais e suas vítimas, além da busca por informações que possam indicar o envolvimento dos presos com os crimes de produção de pornografia infantil e estupro de vulnerável.

Computadores e outros equipamentos eletrônicos apreendidos serão periciados. Foto: Divulgação/PF

Combate à exploração de crianças e adolescentes

Desde o dia 15 de abril, a Polícia Federal já cumpriu seis mandados de busca e apreensão em Curitiba e região metropolitana, em investigações de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. Estas ações resultaram na prisão de quatro pessoas em flagrante por posse de imagens de pornografia infantil.