O dono de uma loja de rodas, pneus e acessórios automotivos, na Avenida Frederico Lambertucci, Fazendinha, que havia sido fechada pela polícia no ano passado por comercializar produtos roubados, foi assassinado em frente ao estabelecimento. O crime aconteceu minutos antes das 18h de ontem. Rodrigo Marcelo Celestino, 32 anos, foi alvejado com pelo menos quatro tiros de revólver e morreu na calçada, pouco depois da chegada da ambulância.

Imagens da uma câmera de segurança da empresa que fica do outro lado da rua poderão ajuda. Foto: Lineu Filho

Segundo testemunhas, dois homens, em uma motocicleta, abordaram Rodrigo na rua, quando caminhava em direção a loja e abriram fogo sem dizer nada. O veículo de uma empresa, que fica na mesma quadra, estava estacionado por perto e um dos tiros atingiu o para-brisa. Os marginais fugiram e não foram identificados. 

Policiais militares do 13.° Batalhão e uma equipe de investigadores da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), estiveram no local e conversaram com testemunhas e parentes da vítima, no entanto, repassaram poucas informações. 

Rodrigo Marcelo Celestino, 32 anos, foi alvejado com pelo menos quatro tiros. Foto: Lineu Filho

Segundo o delegado Alexandre Bonzzato, da DHPP, “ainda era muito cedo para comentar o crime”. Imagens da uma câmera de segurança da empresa que fica do outro lado da rua poderão ajudar a polícia identificar os assassinos.

Comércio ilegal

Rodrigo havia sido preso em maio do ano passado, com mais de 100 pneus roubados em sua loja. Segundo a polícia, ele vendia peças e acessórios que recebia de ladrões e por isso o estabelecimento foi fechado. Na época, diversas vítimas foram até o 11.° Distrito Policial (Cidade Industrial), recuperar seus pertences. Entretanto, Rodrigo foi solto meses depois e voltou abrir a loja e tocar o comércio normalmente.

Polícia fechou a loja e prendeu Rodrigo em 2014. Foto: Aliocha Maurício/Arquivo.