Dois homens, de 18 e 36 anos, foram presos, na noite de quinta-feira (28), com 16 toneladas de carne roubada, avaliada em R$ 370 mil. A carga estava sendo transportada em um caminhão que passava pela região de Mandirituba, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), onde estava um dos suspeitos.

O segundo homem dirigia um carro. Segundo a Polícia Civil, o roubo foi efetuado na região de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. Os dois veículos tinham alerta de furto. A polícia também investiga se os homens são os responsáveis por outro roubo de carne, ocorrido na semana passada. Um dos suspeitos tem passagem por tráfico de drogas e chegou a ser preso em julho deste ano.

De acordo com o delegado Cássio Conceição, da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC), a carne estava em um galpão sem refrigeração e seria vendida a mercados pequenos de Curitiba e RMC. O caminhão foi roubado na quarta-feira (27), com toda a carga, e o motorista ficou preso pelos suspeitos por seis horas. Ainda conforme a polícia, após ser solto, o motorista procurou a delegacia. A vítima foi obrigada a dirigir o caminhão no sentido a Campo Largo, na RMC, onde ainda foi mantida refém por cerca de duas horas e depois foi deixada em uma estrada.

Antes de encontrar a carne, que estava armazenada em um galpão, em Mandirituba, no fim da tarde de quinta, por volta das 18h, a Polícia Militar (PM) abordou o caminhão roubado no Contorno Sul. O veículo estava vazio e um carro fazia a escolta veículo. Só depois que os suspeitos foram presos é que a polícia encontrou o galpão. Com a dupla foram encontrados dois bloqueadores de sinal de comunicação. A carga estava intacta e será restituída ao proprietário.

Loja de couro é completamente destruída por incêndio no Centro de Curitiba