A preocupação com o aumento de casos de infectados do novo coronavírus em Curitiba reflete também no trabalho da Central 156 da prefeitura. O tema deixou para trás informações como horários de ônibus e iluminação púbica. Os pedidos de informações representaram 9,55% do total de 46.792 pedidos da Central.

Para que procura o serviço pelo telefone ou mesmo pelo site da central, são 29 pontos que podem ser solicitados pela população como informações do trânsito, parques (estão fechados pela pandemia), pavimentos, ruas da cidadania, acessibilidade, praças e até como orientações de combate a pragas urbanas como morcegos, lagartas e percevejos.

+ Leia mais: Médicos alertam para curitibanos com sinal de infarto não terem medo de ir ao hospital

Com a pandemia, naturalmente o assunto ganhou força na Central. Deste tema, os sintomas de possíveis infectados chamaram mais a atenção. Ozires de Oliveira, coordenador da Central 156, reforça que a pessoa tem procurado apoio e orientação. “Percebemos que a demanda sobre o coronavírus permaneceu em alta na Central 156. As pessoas procuram orientação dos protocolos de atendimento, medidas de higiene, e serviços essenciais e apoio psicológico. No site, é bem fácil o acesso ”, comentou Ozires de Oliveira.

Ao entrar no site, a localização dos serviços é encontrada com facilidade. No caso do coronavírus, ao clicar no ícone, abre uma janela com o teleatendimento e videoconsulta; chat por WhatsApp para tirar dúvidas, o Telepaz (suporte psicológico) e o TeleTea que apoia famílias e cuidadores de pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) que estão em isolamento domiciliar.

+ Veja também: Vigilante dono da arma que matou fiscal de supermercado é solto

Denúncias de aglomeração de pessoas também podem ser realizadas pelos canais de comunicação da prefeitura. No fim da semana passada, uma casa de câmbio, um bar e uma loja no Novo Mundo foram fechadas por agentes que receberam a informação via Central. “Muitas vezes nos procuram para solicitar as fiscalizações. Neste caso, a solicitação é registrada e encaminhada aos órgãos administrativos e o responsável pela denúncia terá uma resposta”, relatou o coordenador da Central.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?