Um eclipse lunar “triplamente especial” enfeitará o céu de todo o Brasil a partir das 23h27 deste domingo (15), avançando até por volta das 3h50 da madrugada de segunda-feira (16), com ápice por volta das 1h11. É a chamada “Lua de Sangue”, que será visível em todo o Brasil, com destaque para a boa posição de visão do no Paraná. A “Lua de Sangue” ocorre quando a Lua fica com a tonalidade avermelhada.

Em Curitiba – e nas demais regiões do Estado – a previsão, segundo o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), é de um céu com muitas nuvens para os horários do eclipse, o que pode atrapalhar a visão da “Lua de Sangue”. A informação sobre a previsão foi confirmada pela reportagem por volta das 16h45 deste domingo. Por volta das 20h, no entanto, o céu estava limpo em algumas regiões da capital.

+ Veja mais: Prepare-se! Inmet alerta para recorde de frio na próxima semana em Curitiba

Segundo a astronomia, a sombra da Terra cobrirá a Lua por completo. Um eclipse lunar ocorre quando a Lua adentra à sombra a Terra, acontecendo no exato momento em que o Sol, a Terra e a Lua ficam alinhados, sendo que a Terra ficará localizada entre os outros dois. Um outro eclipse lunar total tão grandioso como esse, só poderá ser observado no Brasil em 14 de março de 2025.

https://www.instagram.com/p/CdW6eQMlChp/embed/captioned/?cr=1&v=14&wp=540&rd=https%3A%2F%2Ftribunapr.uol.com.br&rp=%2Fnoticias%2Fcuritiba-regiao%2Feclipse-lunar-total-formara-lua-de-sangue-e-podera-ser-visto-do-parana%2F#%7B%22ci%22%3A0%2C%22os%22%3A2071.2000000029802%2C%22ls%22%3A1267.5%2C%22le%22%3A1296.6000000089407%7D

Para visualizar o fenômeno, os paranaenses não terão dificuldades, ressaltando apenas a condição climática. A posição será adequada para todas as regiões do Paraná. Anísio Lasievicz, diretor do Parque da Ciência Newton Freire, relata que o eclipse será gradual. Aos poucos, a Lua vai começar a “perder o brilho”.

+ Leia mais: Homem é resgatado de helicóptero do alto do Pico Paraná após acidente

“No Paraná, o eclipse vai começar às 22h32, quando a Lua começará a perder o seu brilho de maneira sútil e isso deve levar uma hora. às 23h27 começa a fase parcial, quando a Lua começa a entrar na umbra (parte mais escura da sombra da Terra), gradualmente vemos a Lua sendo coberta, passo a passo, até meia noite e meia do dia 16, quando inicia-se o eclipse total”, explicou Lasievicz.

À Agência Brasil, a astrônoma Josina Nascimento, do Observatório Nacional, disse que o eclipse será totalmente visível em todo o Brasil, de Norte a Sul; de Leste a Oeste.

“A grande vantagem desse eclipse, que chamo de triplo total, é que, além de ser um eclipse total da lua, será totalmente visível em todo o Brasil, de Norte a Sul; de Leste a Oeste. O Brasil inteiro verá esse eclipse do início ao fim, em todas suas fases, na sequência penumbral, parcial, total, e depois retornando à parcial e à penumbral”, destacou a astrônoma.

+ Veja também: Menos invasiva, cirurgia bariátrica por vídeo é oferecida via SUS em Curitiba

“Outra vantagem é que a Lua estará bem alta no céu, longe do horizonte, bem fácil de ser vista. Agora é torcer para que o tempo fique bom e não atrapalhe esse espetáculo”, acrescentou.

Segundo Josina, o próximo eclipse desse tipo e dessa maneira “triplo total” – eclipse total com todas suas etapas podendo ser totalmente apreciadas na totalidade das regiões de todo o país – só ocorrerá em junho de 2029, entre os dias 25 e 26. “Mas, até lá, teremos vários eclipses parciais”, tranquiliza a pesquisadora.

Além do Brasil, também terão o privilégio de testemunhar essa Lua de Sangue os demais países da América do Sul e toda a América Central. Também será visível em parte da América do Norte, Europa e África.

Pantanal

Tibério proíbe Muda de falar com Alcides

Além da Ilusão

Úrsula rouba o bebê de Heloísa

Novidades

Comédia com Paulo Gustavo e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix, confira!

Carreira

Ganhadora do prêmio de pior atriz a vida rodeada de polêmicas, quem é Anne Heche?