Apesar de estarmos vivendo a pandemia de coronavírus, em que a higienização é a principal ação para prevenir a covid-19, a população não pode desperdiçar água, já que estamos em uma crise hídrica, causada pela pior estiagem em 23 anos. Além disso, a água deve ser poupada para que Curitiba e região metropolitana não pule do rodízio do abastecimento, já ampliado para mais bairros e cidades nesta segunda-feira (18), para o racionamento, quando o serviço precisa ser interrompido um período que pode variar de dias até semanas.

+Leia mais! Seca aperta e Sanepar inclui mais bairros de Curitiba e cidades no rodízio de água. Veja lista

Segundo Cláudio Stabile, diretor-presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), o racionamento seria um segundo passo. “Rodizio é a medida menos drástica para que tenhamos uma quantidade suficiente para passarmos por esse período. Depois do rodízio temos outras ações, que esperamos não usar, como ocorreu em São Paulo em 2014. Há uma possibilidade remota que seria um racionamento, que consiste em não entregar água por dias ou até semanas. Já no rodízio existe essa previsão e muitas pessoas que tem caixa de nem percebem” explicou o presidente.

+Viu essa? Mais dois bares de Curitiba são fechados por não impedirem aglomeração de clientes

Por isso que economizar água passa a ser ainda mais importante neste momento em que vivemos uma grande estiagem com riscos, inclusive, para a saúde. Ações como lavar carros e calçadas devem ser evitadas. “O pedido é o mesmo, de uso racional, mínimo, como fechar a torneira ao escovar os dentes, não lavar carros, calçadas. Espere um pouquinho, nós vamos passar por isso, assim como vamos passar pelo covid-19. Precisamos de todos. A Sanepar não consegue, sozinha, passar por uma situação tão crítica. A população é o ator principal, sem dúvida”, disse o presidente em entrevista ao telejornal Bom Dia Paraná, da RPC.

+Leia mais! Polícia estoura festa clandestina na região de Curitiba por risco de transmissão de coronavírus

Susto na conta!

Nas últimas semanas a Tribuna recebeu denúncias de moradores do Jardim das Américas e do Cachoeira a respeito de um salto na conta entre 250 a 300%. Saiba o que fazer se isso acontecer com você.


Precisamos do seu apoio neste momento!

Este conteúdo te ajudou? Curtiu a forma que está apresentado? Bem, se você chegou até aqui acredito que ficou bacana, né?

Neste cenário de pandemia, nós da Tribuna intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise. Bora ajudar?

Ao contribuir com a Tribuna, você ajuda a transformar vidas, como estas

– Pai vende vende 1000 bilhetes de rifa com a ajuda da Tribuna pra salvar o filho
– Leitores da Tribuna fazem doação de “estoque” de fraldas para quíntuplos
– Leitores se unem para ajudar catadora de papel de 72 anos

E tem várias outras aqui!

Se você já está convencido do valor de sua ajuda, clique no botão abaixo