Poucas horas depois de bandidos terem assaltado uma joalheria num dos shoppings mais “chiques” de Curitiba, a Polícia Rodoviária Federal prendeu 11 integrantes da quadrilha envolvida no crime. O bando foi abordado em plena BR 116, na cidade de Barra do Turvo, quando fugia com destino a São Paulo.

+ Veja também: Profissionais da saúde enfrentam chuva, fila e aglomeração pra receber vacina em Curitiba

Após rápida e precisa investigação, o serviço de inteligência da polícia civil identificou que os bandidos estavam em dois carros (um Ford Ka prata e um Fox preto), seguindo em direção a São Paulo. Segundo o site Plantão 190, todos os bandidos detidos tinham relação com o crime.

As joias ou relógios não foram localizados. Segundo informações repassadas pela polícia, é possível que o mandante do crime tenha recebido o produto do roubo e a quadrilha contratada apenas para efetuar o roubo.

Assaltantes “invisíveis”

Apesar de roubarem pelo menos três maletas com joias, os homens fugiram tranquilamente pelos corredores do shopping, passando praticamente “invisíveis” pela segurança. Em nota, o shopping disse que a ação não interferiu seu funcionamento.

O assalto aconteceu durante a tarde desta quinta-feira (28). Segundo o que a reportagem da Tribuna do Paraná apurou a ação envolveu pelo menos quatro homens. Três deles entraram na joalheria e um quarto bandido ficou no carro, esperando para ajudar na fuga. Este homem teria estacionado o veículo no estacionamento do shopping.

+ Leia mais: Lembra das “bikes” da Yellow? Que tal comprar uma delas para você?

Após entrarem na joalheria, que fica no piso L2, os bandidos anunciaram o assalto e conseguiram levar pelo menos três maletas com joias. O trio saiu tranquilamente da loja e caminhou pelo shopping até chegar ao estacionamento, onde fugiram num Ford Ka prata. A informação inicial é a de que o trio buscava por relógios da marca Rolex, que podem custar a partir de R$ 30 mil. Não se sabe quantos relógios os bandidos levaram, muito menos o montante roubado.

Em nota, o Pátio Batel informou que o assalto foi rápido e não interferiu no seu funcionamento. O shopping disse ainda que acionou imediatamente as autoridades competentes.