A prefeitura de Curitiba anunciou nesta sexta-feira (11), a abertura de 14 novos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Oito são no Hospital Doutor Victor Ferreira do Amaral e outros seis no Hospital do Idoso. Com estes leitos, a cidade tem 372 UTIs exclusivas para o tratamento da covid-19. O anúncio foi divulgado pelas redes sociais do prefeito Rafael Greca (DEM) e chega um dia depois que a cidade apresentou 21 mortes, o maior número desde o dia 5 de agosto, quando foram registrados 27 óbitos.

+Leia mais! Curitiba com calorão de 30ºC nesta sexta-feira, mas frente fria está a caminho

Na publicação, Greca informa que Curitiba está com 532 leitos clínicos, sendo que 185 foram abertos nos últimos 15 dias, período que a Secretária Municipal de Saúde passou a adotar novamente a bandeira laranja com restrições mais rígidas para a população, especialmente aos domingos. “Nenhuma Cidade faz tanto pela sua gente quanto a nossa no enfrentamento do vírus inesperado. O SUS curitibano é referência nacional”, comentou o prefeito na sua página do Facebook.

Com os novos casos confirmados, 92.530 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia. Os casos ativos diminuíram desde o último boletim, divulgado na quarta-feira (9), mas seguem altos. São 13.983 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

+Viu essa? Surto de covid-19 em lar de idosos da RMC provoca sete mortes em uma semana

De todos os contaminados, 76.644 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença. Nesta quinta-feira (10), a taxa de ocupação dos 358 leitos de UTI SUS exclusivo para covid-19 está em 93%. No momento restam 26 leitos livres.