O mesmo sistema de compartilhamento de carros elétricos implantado na  Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), pela Renault do Brasil, agora passa a atender os funcionários da Copel. A montadora de carros que tem sede em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba, anunciou a novidade na segunda-feira (25). Ainda não há previsão para uso da população, apenas para funcionários das empresas.

Para a Copel, o programa é mais um passo rumo à consolidação da mobilidade elétrica na empresa, iniciativa que, segundo a companhia, começou em 2018 na implantação de uma eletrovia com 12 postos de recarga ao longo de 730 quilômetros da rodovia BR-277, ligando o extremo leste ao extremo oeste do Paraná.  

“Desde a implantação da eletrovia, a Copel tinha em mente que para alavancar o mercado de veículos elétricos no País é necessário investimentos em redes de energia robustas e qualificadas para atender essa demanda. Com essa prova de conceito do carsharing da Renault, avançaremos ainda mais nas descobertas do que pode ser aprimorado e avaliaremos novos negócios que poderão surgir com o uso da tecnologia”, disse o presidente da Copel, Daniel Pimentel Slaviero. 

+ Leia mais: Sanepar pode encerrar rodízio? Veja qual é o cenário necessário para isso ocorrer em Curitiba

Dando start à parceria, o presidente da Renault do Brasil, Ricardo Gondo, entregou para Slaviero as chaves de dois veículos Zoe 100% elétricos que estão à disposição para uso pessoal ou profissional dos funcionários da Copel no polo do bairro Mossunguê, em Curitiba. O uso se dará mediante pagamento de aluguel por hora ou diária.

Como mencionado, Renault já implantou o serviço de carsharing na Fiep, para uso pessoal dos colaboradores do Lactec, um dos maiores centros de ciência e tecnologia do Brasil. O agendamento é realizado por meio do aplicativo Mobilize Share (ex-Renault Mobility), que adota a nova nomenclatura global da Mobilize, uma das quatro unidades de negócio do Renault Group, que tem como foco os clientes que desejam adotar formas de mobilidade mais sustentáveis e compartilhadas. 

“Nosso objetivo não é somente fabricar automóveis, mas também oferecer soluções e serviços de mobilidade. Agora, essas inovações estarão à disposição dos colaboradores da Copel, por meio do aplicativo Mobilize Share, permitindo um uso inteligente e compartilhado dos veículos”, explicou o presidente da Renault.

Digital e sustentável

Segundo as empresas que estão nas parcerias, o serviço de carsharing atende a três tendências mundiais do setor de energia: digitalização, descentralização e descarbonização. Os veículos são menos poluentes, mais silenciosos e usam a energia de maneira eficiente. 

Leia mais

>> Pátio Batel aposta em “luxo essencial” para atrair público de Curitiba às lojas

>> Polêmico, projeto de reforma da previdência de servidores de Curitiba é votado entre vereadores

Os colaboradores da Copel podem realizar agendamentos de carsharing, com até 23 horas de uso, ou de locação de curta duração, com cobrança por dia, em períodos de dias ou semanas, para suas atividades profissionais ou pessoais. 

O serviço acontece basicamente por meio do aplicativo Mobility Share, que opera no modelo de estações, em que os funcionários retiram e devolvem os veículos em locais determinados, e podem fazer livre uso dos automóveis durante o período de reserva. Por meio do aplicativo é possível visualizar a disponibilidade dos veículos e fazer a reserva. O tempo de utilização dos carros é livre, podendo variar de minutos até dias, em qualquer dia da semana. 

A partir desta prova de conceito, pretende-se analisar dados relativos à taxa de utilização, comportamento, interesse e percepção do usuário, desempenho técnico, consumo, disponibilidade para uso, despesas e receitas, entre outros de interesse da Copel e da Renault para subsidiar a continuidade ou não da iniciativa. 

Web Stories

Novidades!

Veja o que chega na Netflix nesta semana

Boooooo!

Halloween: veja como fazer uma abóbora, maquiagem e fantasias para a festa

Tragédia

Conheça 5 acidentes que aconteceram dentro de um set de filmagens

Pega Pega

Siqueira afirma que Timóteo é o quarto ladrão do hotel