O sistema de fiscalização eletrônica implantado em Curitiba registrou, entre os dias 17 de novembro e 16 de dezembro, um total de 30.483 infrações de trânsito. Parece muito, mas a cifra representa apenas 0,10% do total de veículos que passaram pelos equipamentos de fiscalização eletrônica da capital durante o período de 30 dias, 31.055.439 veículos segundo dados da Prefeitura Municipal de Curitiba.

O novo sistema de fiscalização do trânsito por radares em Curitiba, que está sendo implantado em substituição a equipamentos de 22 anos atrás, tem funcionalidades que vão gerar multa instantânea para infrações que, antes, costumavam passar impunes, como a conversão obrigatória. Mesmo assim, as cerca de 30,4 mil autuações aplicadas naquele período só foram emitidas após a validação feita por um agente de trânsito – todas as imagens das câmeras e radares foram analisadas e cada situação foi verificada de forma individual.

LEIA TAMBÉM:

>> Depois do fim do pedágio no Paraná, manutenção das rodovias tem novo contrato

>> Colisão entre carro e caminhão-cegonha deixa cinco feridos na BR-277, em Morretes

De cada quatro multas aplicadas em Curitiba naquele período, três dizem respeito ao excesso de velocidade, 75,32% do total. Esta infração de trânsito é identificada de forma escalonada, sendo que das cerca de 22,9 mil autuações por desrespeito aos limites de velocidade, a grande maioria – 64,75% – foi aplicada em motoristas que transitaram em até 20% acima da velocidade máxima permitida na via. Os mais “apressadinhos”, que passam no radar 50% acima do limite, correspondem à minoria, com apenas 0,94% das infrações.

Na lista de desrespeito às regras de trânsito aparecem também 5,4 mil multas por avanço de sinal vermelho (17,86% do total); 1,8 mil multas por transitar em faixa proibida desrespeitando a conversão obrigatória (5,95% do total); 222 multas por parada sobre a faixa de pedestres (0,73% do total); 40 multas por retorno em local proibido (0,13% do total); e três multas por conversão à esquerda em local proibido pela sinalização (0,01% do total).

A prefeitura mantém na internet um mapa que mostra onde ficam todos os radares e que infrações eles já estão multando. Dentre estes equipamentos, os que mais “trabalharam” foram os instalados no cruzamento das ruas Mateus Leme com a Coronel Brasilino Moura, no São Francisco. Por lá foram flagradas 3.416 infrações de trânsito. A Rua Almirante Tamandaré, na altura do número 1.615, no Juvevê, ficou em segundo lugar, com 3.198 infrações. O terceiro lugar onde mais foram flagradas infrações de trânsito em Curitiba no período analisado foi outro cruzamento, da Rua Desembargador Westphalen com a Avenida Presidente Kennedy, no Centro. Por lá foram registradas 2.375 autuações de trânsito.

Nova novela

Conheça o elenco principal de “Poliana Moça”

Quanto Mais Vida, Melhor

Flavia/Guilherme se esconde no bar de Teca

Além da Ilusão

Davi pede desculpa a Isadora por tê-la beijado

Confira!

John Wick 2 e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix