O comerciante Alan José de Carvalho, 38 anos, dono de postos de combustíveis em Curitiba e no litoral, foi executado a tiros dentro de casa, no início da manhã de ontem, no Pinheirinho. O assassino invadiu a residência, na Rua General Raul da Cunha Bello, e sequer acordou Alan. Atirou enquanto a vítima dormia.

O crime ocorreu pouco depois das 6h30 de ontem. A esposa de Alan já tinha acordado, preparado a filha mais velha para ir à escola e embarcado a menina na van escolar. Em seguida, voltou para dormir mais um pouco com a filha mais nova, no quarto da criança, quando o assassino facilmente entrou na casa sem ela perceber.

Encostados

Apesar de o portão e muros altos, tanto o portão, quanto a porta da cozinha, estavam apenas encostados. O atirador foi para o quarto e deu dois tiros na nuca do comerciante. Uma testemunha afirmou à polícia que viu um homem encapuzado entrar na casa.

O delegado Cristiano Quintas, da Delegacia de Homicídios, investiga duas possibilidades de dívidas para o crime. A primeira é de drogas, já que Alan era viciado, e a outra com fornecedores dos seus dois postos de combustível, um no Uberaba, e o outro em Paranaguá. Apesar de possuir carros caros na garagem, o delegado apurou que a vítima tinha várias dívidas no mercado. A polícia também verifica envolvimento de Alan com um homicídio.