Um empresário do Pará foi resgatado pela Polícia Civil do Paraná (PCPR) após passar ao menos três dias em um cativeiro no Centro de Curitiba. O resgate aconteceu neste domingo (18), um dos envolvidos foi preso em flagrante durante a ação. O empresário foi obrigado a limpar suas contas através de transferências por Pix. A Tribuna alertou os perigos dos sequestros e as facilidades do Pix. Entenda e saiba como evitar!

O empresário veio de Belém, no Pará, e teria sido sequestrado na sexta-feira (16), durante um passeio na capital. A PCPR foi acionada após um amigo do empresário denunciar o desaparecimento.

O delegado Cristiano Quintas explicou que o cativeiro foi feito em uma pensão no Centro de Curitiba. “O empresário nos relatou que teria ido a esse local a convite e que faria uso de drogas. Os traficantes perceberam que se tratava de uma pessoa que tinha condições e dali pra frente transformaram o quarto em que ele estava em um cativeiro entre sexta, sábado e domingo em poder destes traficantes. Eles então passaram a exigir quantias não condizentes com as que ele tinha consumido e passaram a exigir bastante dinheiro”, disse o delegado.

Após o sequestro, os suspeitos levaram a vítima para o cativeiro e passaram a exigir valores via chave pix da vítima, a ameaçando de morte caso não transferisse os valores. Em seguida, quando acabou o dinheiro na conta do empresário, os indivíduos solicitaram dinheiro aos familiares. Além dele, os marginais extorquiram um amigo e familiares do empresário.

Preso!

O suspeito foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, já que ofereceu substâncias ilícitas para a vítima no local, e por extorsão mediante a sequestro. A PCPR segue investigando o caso a fim de identificar outros envolvidos no caso.