Na última semana foi oficializada a criação de uma nova executiva estadual do partido Solidariedade. O presidente agora é Osvaldo Avelino da Silva, empresário que atua na região central de Curitiba. Segundo Osvaldo, a intenção é somar forças com as atuais lideranças do partido e ampliar a atuação em todo o estado. “Recebi com muito entusiasmo o convite e fiquei feliz pela receptividade”, declarou.

Para o novo dirigente o momento agora é de organização: “Precisamos ter um olhar voltado às boas experiências em gestão pública e é por isso que já começamos a procurar nomes que possuem esse credenciamento para organizarmos a sigla com o jeito sério de se fazer política”, completou.

Até o momento o Solidariedade vinha sendo conduzido pelo empresário de Ponta Grossa, Márcio Paulik, que irá compor a executiva como 2º vice-presidente. Já o 1º vice-presidente será Paulo Rossi, presidente da União Geral dos Trabalhadores – UGT Paraná. Os demais membros da executiva são pessoas que não possuem cargo eletivo e que apresentam experiência técnica nas funções que irão exercer.

Uma das intenções do Solidariedade neste momento é juntar forças e apoiar os projetos de desenvolvimento econômico do Paraná. “Não vamos entrar nesses joguinhos políticos de fazer oposição por oposição. Já temos um bom diálogo com o governador Ratinho Junior e queremos apoiar todas as iniciativas que visam a retomada no crescimento econômico do nosso estado, sem deixar de manter nossa análise crítica quando for necessário”, salientou.

Osvaldo Avelino da Silva tem 60 anos, natural de Ivaiporã – PR e atua como empresário no ramo financeiro e estético há muitos anos em Curitiba. Ele também é dirigente da Associação dos Lojistas do Centro Comercial Rui Barbosa e da Associação Paranaense de Diabéticos.