As duas estações-tubo Euclides da Cunha, na Rua dos Pioneiros, no bairro Alto Boqueirão, em Curitiba, amanheceram destruídas nesta quarta-feira (29) por conta de um incêndio. O fogo foi criminoso e começou durante a madrugada.

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Curitiba e o órgão informou, via assessoria de imprensa, que o incêndio danificou a parte elétrica, as catracas, pisos e alguns vidros das estações-tubo. As câmeras que estavam instaladas no local, porém, foram vandalizadas há algum tempo e não teriam flagrado a ação.

Ainda segundo a prefeitura, os prejuízos estão sendo contabilizados, bem como o tempo necessário para reabertura das estações dentro de padrões adequados de segurança para os usuários. A Guarda Municipal trabalha em parceria com a Polícia Civil para prender os responsáveis e elucidar as causas do crime. Além disso, foi reforçado, segundo a prefeitura, o policiamento preventivo na região.

Violência constante

Recentemente um arrastão foi registrado pela Polícia Militar nas proximidades estação-tubo Euclides da Cunha. Dois criminosos armados roubaram passageiros da linha Circular Sul, expresso que circula entre os bairros Sítio Cercado e Boqueirão.

De acordo com o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc), o transporte de Curitiba e região metropolitana sofre com, ao menos, um arrastão por dia – ou seja, 30 por mês. Contudo, como em boa parte dos casos não há comunicação à polícia, os registros oficiais dão conta de 15 casos por mês.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Ex-vereador Professor Galdino é ‘espancado’ no Centro de Curitiba