A polícia está caça o ladrão que matou o estudante Mateus de Amorim da Silva, 18 anos, com uma facada no peito, depois que ele deixou o Centro de Cursos Técnicos da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (Tecpuc), no Prado Velho, rumo à estação-tubo Paiol, na Rua Conselheiro Laurindo. Pouco antes da meia-noite de quinta-feira (18), o jovem e sua namorada foram abordados pelo assaltante, cerca de uma quadra antes do tubo.

Segundo a polícia, Mateus tentou defender a namorada e discutiu com o ladrão, que desferiu a facada e fugiu pela Rua Guabirotuba, rumo à Vila Torres. Ele foi socorrido pelo Siate, mas morreu a caminho do Hospital Cajuru. “A faca acertou órgãos vitais, inclusive, feriu o coração. Ele tinha poucas chances de vida”, descreveu o médico André Almeida, que fez o primeiro atendimento.

Mateus estava no primeiro período do curso de Contabilidade e morava em São José dos Pinhais, onde também trabalhava em uma empresa. Todas as noites ele vinha para Curitiba e retornava de ônibus com a namorada.

Cerco

De acordo com testemunhas, o marginal tem estatura média, é gordo e vestia calça jeans e moletom escuro.

A polícia já tem imagens de câmeras de segurança, instaladas em estabelecimentos comerciais da área, que poderão ajudar na identificação do assassino.

“Vamos começar a apertar o cerco na região para encontrar o autor do crime o quanto antes”, disse o delegado Rodrigo Souza, da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR).

Para o delegado, a busca pelo assassino poderia ser mais eficiente se a delegacia tivesse entrado no caso logo nas primeiras horas após o crime. “Fomos informados somente às 11h de sexta-feira (19). Se os policiais que chegaram primeiro ao local tivessem comunicado a delegacia, teríamos enviado uma equipe para começar a investigar”, ressaltou Rodrigo.

Nota

Em nota, o Tecpuc informou que adota medidas de segurança em parceria com a Secretaria Estadual de Segurança Pública.

“Nos últimos quatro anos, o Grupo Marista investiu na instalação de câmeras, monitores de segurança eletrônica e reforço da equipe de vigilantes de todo o campus Curitiba”, diz a nota. Mateus será sepultado às 11h de hoje, no Cemitério Memorial da Vida, em São José dos Pinhais.

Paraná Online no Google Plus

Paraná Online no Facebook