Leidi era ameaçada por Ramon, segundo comentários à polícia. (Foto: Fábio Alexandre)

A auxiliar de produção Leidi Daiane da Silva, 20 anos, dormia em sua casa, na madrugada de ontem, quando alguém entrou no terreno e chamou por ela. A garota não abriu a porta, mas não conseguiu impedir que o indivíduo arrombasse a residência e a matasse com um tiro na cabeça. O crime aconteceu na Rua Áurea da Silva Senff, Vila Yasmin, Uberaba. O principal suspeito do assassinato é o ex-namorado da jovem, identificado no local como Ramon.

Leidi morava na pequena casa de dois cômodos há dois meses. Há alguns anos, manteve um relacionamento amoroso com Ramon e o casal teve um filho, que tem um ano e meio e mora com a avó materna. Porém, nas últimas semanas o namoro terminou e, segundo vizinhos e conhecidos de Leidi, Ramon tentava a reconciliação, sem sucesso.

Testemunhas

O ex-namorado foi visto na rua da vítima, na quinta-feira, fazendo ameaças. Por esse motivo, a polícia o considera o principal suspeito da execução. “Ele mora no bairro, mas não conseguimos contato com ele”, disse o soldado Clemente, do 20.º Batalhão da Polícia Militar.

As informações são de que Leidi morava com uma amiga, mas ela não estava na casa no momento da invasão. O homicídio só foi constatado na manhã de ontem, quando a avó da garota passou por lá para vê-la e a encontrou morta no sofá da sala. Conforme foi apurado pela perícia, o crime foi praticado com uma pistola 380.

O assassinato será investigado pela Delegacia de Homicídios.