Soldados do Exército farão a higienização de toda a frota de transporte coletivo de Curitiba nos terminais da cidade para conter a proliferação do coronavírus. A ação deve começar até o fim da próxima semana e durar 20 dias. A ação será feita em parceria com a Urbs, que já realiza a assepsia de estações-tubo e dos 21 terminais da capital paranaense.

LEIA MAIS: Só passageiros sentados dura um dia: volta lotação de 50% nos ônibus de Curitiba

Com duração de cerca de três minutos, a limpeza de cada ônibus será feita logo após o desembarque dos passageiros no terminal. Na manhã desta sexta-feira (3), o prefeito Rafael Greca acompanhou uma demonstração de como será o processo em um teste realizado no terminal do Pinheirinho.

Greca ainda afirmou que o trabalho será custeado pela prefeitura, mas que a mão de obra será fornecida pelo Exército. “É o esforço da cidade para proteger vidas para que no intervalo entre os turnos possamos manter os ônibus completamente higienizados”, disse o prefeito.

O Exército já atua no combate à covid-19 em Curitiba e no Paraná desde o início da pandemia. Em maio, os militares atuaram por período determinado na organização de filas, uso de máscara e distanciamento social nos terminais de ônibus e nas filas da Caixa para pagamento do auxílio emergencial.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?