O professor e Biologia e Ciências Flávio Laureth Ávilla, de 53 anos, saiu de casa na manhã da última terça-feira, 6 de junho, e não voltou mais. Seus familiares estão desesperados e pedem ajuda para encontra-lo.
De acordo com sua filha Talita Ávila, ele foi visto pela última vez na Rua Tenente Brigadeiro Francisco de Assis Correa de Mello, no bairro Jardim das Américas, em Curitiba, de onde saiu em direção à Secretaria Estadual de Educação, no Água Verde, em Curitiba. Porém, não chegou ao destino.

“Sabemos que ele saiu com o carro Captur prata, ano 2017, que ele tinha comprado em abril. Ele ia assinar um documento na secretaria, mas depois não tivemos mais notícias. Estamos publicando fotos dele em todos os locais e pedindo ajuda”, disse.

O professor dá aulas há mais de 20 anos e atualmente trabalha nos colégios estaduais Santa Rosa e Conselheiro Carrão. No dia em que saiu de casa, Flávio vestia blusa azul com zíper amarelo e calça jeans. Além disso, possui o nome das netas Julia e Laura tatuado no pulso, um tribal no bíceps e uma cruz no pescoço.

O veículo

De acordo com a Delegacia de Homicídios e Proteção à pessoa (DHPP), o veículo Captur usado pelo professor foi visto duas vezes nesta quarta-feira (7) passando pela Avenida das Torres. Às 10h15 foi fotografado pelo radar sentido São José dos Pinhais e, às 10h30, passou sentido Curitiba. A placa do veículo é BBG 5816.

Informações a respeito da localização do carro e do professor podem ser passadas à DHPP pelo telefone (41) 3360-1400.