O feriado prolongado do Dia da Independência e da Padroeira de Curitiba teve alto fluxo de carros para as praias do Paraná, muito movimento nas trilhas das unidades de conservação da região metropolitana e alguns frequentadores nos parques de Curitiba. A folga começou com sol e muito calor em Curitiba, mas o bom tempo não chegou a prevalecer no Litoral.

LEIA TAMBÉMCuritiba elege aglomerações informais como grandes vilãs no combate à covid-19

Na rodovia BR-277, que liga Curitiba às praias paranaenses, cerca de 23 mil veículos devem retornar das praias nesta terça-feira (8). Segundo a concessionária que administra o trecho da BR-277, entre Curitiba e o Litoral, o maior movimento é esperado para o período da tarde, quando cerca de 2 mil veículos por hora devem cruzar a rodovia.

Já a volta de viagem de quem foi para o Interior deve estar um pouco menos congestionada neste trecho da BR-277. Segundo a concessionária, a rodovia que leva ao interior estava apenas 13% acima do normal por volta das 13h desta terça. O balanço final do movimento das estradas e dos acidentes no Paraná deve ser divulgado na manhã de quarta-feira (9), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Praia com tempo nublado

Mesmo o com tempo nublado e chuvoso no Litoral, muita gente saiu de Curitiba neste feriado da Independência e da padroeira da cidade. Embora não tenha sido um feriado como os outros, com menos gente descendo para as praias e preferindo ficar dentro de casa por lá, a concessionária que administra a BR-277 sentido praias informou que cerca de 63 mil veículos circularam pela rodovia neste trecho. Só entre a sexta-feira (5) e o sábado (6), 43 mil veículos já tinham descido a Serra do Mar. Na segunda-feira (7), o retorno de grande parte dos veículos que estiveram nas praias já havia ocorrido, com cerca de 20 mil deles retornando para Curitiba até a noite.

No Litoral, os curitibanos preferiram ficar mais em casa, sem marcar ponto na areia das praias e deixando para sair à beira-mar apenas para fazer passeios e praticar exercícios físicos e caminhadas rápidas. Em Matinhos, no domingo (6), embora as praias e o calçadão estivessem liberados para os turistas – mas com proibição de instalação de guarda-sóis, cadeiras e caixas térmicas –, os turistas fizeram mais compras no Centro da cidade. Em Guaratuba, a prefeitura não abriu a orla para o turismo e bloqueou o calçadão.

LEIA TAMBÉM Aglomeração e desrespeito marcam o fim de semana em parques estaduais na região de Curitiba

Feriado em Curitiba

Quem preferiu ficar em Curitiba procurou os passeios pelos parques da capital, que ficaram abertos mesmo após o retorno da Bandeira Laranja, que passou a vigorar nesta segunda-feira (7). Mesmo sem o tradicional desfile no Centro Cívico, o calor e o sol do Dia da Independência fizeram muita gente sair um pouco de casa e aproveitar o dia no Parque Barigüi, São Lourenço, Passaúna e Memorial Ucraniano. O Jardim Botânico ainda segue fechado por causa da pandemia.

Trilhas em parques estaduais

O feriado prolongado fez muita gente procurar por atividades ao ar livre, lotando parques estaduais e unidades de conservação na região metropolitana de Curitiba. No morro do Anhangava, em Quatro Barras, mais de mil pessoas chegaram a se cadastrar para fazer a trilha no domingo (6).

Para evitar aglomeração, equipes do Batalhão da Polícia Ambiental, do Instituto Água e Terra (IAT) e a Força Verde organizaram uma fiscalização nos parques estaduais Pico Marumbi, Serra da Baitaca e Pico Paraná, Morro do Anhangava até esta terça-feira (8).

No início do fim de semana do feriadão, o parque de Vilha Velha reabriu nos Campos Gerais e registrou movimento e no Caminho do Itupava também havia registro de muitos visitantes.