O final de semana foi de muitos registros de aglomeração e desrespeito ao toque de recolher que ainda é válido em Curitiba. Só numa ação feita na noite de sexta-feira (5), as fiscalizações resultaram em quase R$ 500 mil em multas. Até um vídeo já circula nas redes sociais onde a Guarda Municipal (GM) dispersa e manda para a casa as pessoas que estavam no Largo da Ordem.

Através das imagens que circulam nas redes sociais, inclusive em perfis que denunciam aglomerações como o Brasil Fede Covid, o Largo da Ordem estava cheio de gente. A impressão que se dava era a de que a pandemia já teria acabado.

LEIA TAMBÉMOperação em balada e bares rendem quase meio milhão em multas em Curitiba

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Brasil Fede Covid 🇧🇷🦠 (@brasilfedecovid)

Na ação da noite de sexta-feira, a GM foi obrigada a dispersar as centenas de pessoas que insistiam em aglomerar, mesmo depois das 23h, horário imposto pelo toque de recolher. Por lá, como mostram as imagens, as pessoas saem correndo ao verem que a Guarda estava atuando.

Foram sete bares e lanchonetes multados em R$ 50 mil cada, por atividade de bar. Outros três estabelecimentos do São Francisco foram autuados, destes duas multas de R$ 5 mil por restrição de horário e outra, do mesmo valor, por não promover o controle no número de pessoas, respeitando o limite de uma pessoa por 9m².

Vai pesar no bolso mesmo!

As fiscalizações da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu covid) agora podem multar. Conforme a prefeitura, só na sexta-feira foram 13 locais vistoriados e, destes, só um não acabou com a atividade paralisada. Ao todo, foram 23 multas por irregularidades como a realização de atividade de bar, por não promover o controle de pessoas, por restrição de horário, por aglomerações, pela promoção e participação em eventos e o descumprimento de uso de máscaras pelos frequentadores.

A primeira grande multa aplicada pela prefeitura na sexta-feira foi ao responsável por uma festa/evento, no Ganchinho. Por lá, o prejuízo da aglomeração em meio à pandemia foi de R$ 100 mil, sendo R$ 50 mil por aglomeração e outros R$ 50 mil por promover eventos.

Segundo a prefeitura, no local também foram oito pessoas multadas, num total de R$ 1.200, pelo descumprimento da obrigação do uso de máscaras (R$ 150,00 cada). Também foram R$ 5 mil em multas por participar de evento.

Na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), o responsável por uma festa também foi autuado por aglomeração. Por lá, o prejuízo foi de R$ 5 mil. No local ainda foi lavrado auto de infração de R$ 550 pelo descumprimento do uso de máscara.