Criada com o propósito de revolucionar a maneira como as empresas captam crédito no Brasil e, consequentemente, trazer as melhores condições de financiamento para seus clientes, a fintech curitibana BrBatel anunciou uma nova rodada de investimentos que a avaliou em R$ 150 milhões. O montante é quase oito vezes superior em relação ao valuation da primeira captação da startup, ocorrida no início de suas operações, em novembro de 2020. Fintech é uma StartUp especializada em otimizar serviços relacionados à área financeira.

Realizado pelo Family Office Doninelli Participações, o novo aporte tem três objetivos centrais: o aperfeiçoamento da tecnologia para a automatização das operações de crédito, a realização de investimentos em marketing e o aumento do time de colaboradores de 26 para 40 até o final do 1º semestre de 2022. Hoje, por meio de uma tecnologia exclusiva, a fintech realiza a análise de crédito de forma mais rápida do que os próprios bancos, além de conseguir identificar o melhor produto de crédito dentre as centenas disponíveis.

De acordo com Lucas Flores, cofundador e CEO da BrBatel, a nova captação irá potencializar o grau de revolução que a fintech pretende promover no mercado de crédito brasileiro, oferecendo operações automatizadas, padronizadas e com as melhores condições para as empresas.

“Apesar dos grandes avanços do Banco Central, o processo de captação de crédito para as empresas continua o mesmo de antigamente. As informações são enviadas por e-mail (ou vias físicas), cada credor faz sua própria análise e pede dezenas de informações adicionais, sem contar as cláusulas mal escritas, cálculos não transparentes e, por exemplo, reciprocidades que forçam as organizações a assinarem contratos de seguro para conseguirem condições mais vantajosas”, disse Flores.

Segundo o CEO, a BrBatel surgiu para trazer menor complexidade no momento em que a companhia precisa de crédito para realizar investimentos, capital de giro ou melhorar as condições do endividamento atual. “Com a nossa atuação neste ano, já ajudamos essas empresas a contratarem dezenas de milhares de pessoas no país”, revela.

Além de novidades sobre o modelo de negócio, o novo aporte será a oportunidade ideal para a BrBatel desenvolver iniciativas voltadas à área educacional do mercado, trazendo conhecimento de forma objetiva para que as empresas saibam tomar crédito de uma forma assertiva. “Queremos que as pessoas entendam como funciona o setor de crédito no Brasil, de forma simples e direta. Evitamos usar palavras em inglês e nossos materiais são didáticos e com explicações fáceis. O crédito tem que deixar de ser algo confuso para as empresas”, avalia o empreendedor.

O que faz a BRBatel?

Fundada por três especialistas do mercado de crédito, a fintech atende companhias de todo o território nacional, principalmente do setor imobiliário, industrial, varejo, agronegócio e energia. “Iniciamos nossa atuação com foco em operações de crédito a partir de R$ 5 milhões, geralmente para empresas de médio e grande porte. Vale ressaltar que muitas vezes elas nem conseguiriam a captação de forma autônoma junto aos bancos que mantêm relacionamento. Nossa concorrência são os próprios bancos, mas ainda assim, trabalhamos de forma mais rápida, simplificada, com melhores condições, atendimento próximo e produtos alinhados com o que as companhias esperam”, afirma o cofundador da BrBatel.

Em um ano de existência, a fintech viabilizou mais de 50 operações para empresas do Brasil inteiro e atingiu mais de R$ 650 milhões em captações realizadas, além de contar com mais de R$ 1,2 bilhão em operações em andamento. Já o faturamento estimado da empresa é de mais de R$ 12 milhões em 2021.

“Em 2022, a expectativa é de que a BrBatel quadruplique o negócio e realize mais de R$ 2 bilhões em operações de crédito. Pensando mais a frente, pretendemos estender nossos serviços para atender também pequenos negócios”, completa o sócio.

Sócios-fundadores da BrBatel: Gabriel Nasser, Julio César Doninelli, Lucas Flores e Marcos Mendonça (esquerda p/ a direita) no novo escritório da fintech.
Sócios-fundadores da BrBatel: Gabriel Nasser, Julio César Doninelli, Lucas Flores e Marcos Mendonça (esquerda p/ a direita) no novo escritório da fintech. Foto: Divulgação.

Serviços e processos

De acordo com Flores, além da tecnologia proprietária que facilita todo o processo de captação, outro diferencial do crescimento da fintech está centrado na parceria com escritórios parceiros que originam negócios, o que garante o atendimento próximo e personalizado para os clientes. “Ao invés de ter um fundo próprio como os bancos fazem, a BrBatel utiliza funding de todo o mercado de crédito, o que possibilita ter escala e maior flexibilidade nas operações de crédito. Sem contar também que não precisamos abrir agências para crescer”, informa.

“De todas as fintechs que atuam no mercado de crédito, 99% atua com soluções voltadas para micro e pequenas empresas, nicho que representa apenas 30% do crédito total. Porém, a representatividade das fintechs no crédito no Brasil é de apenas 0,3%, ou seja, ainda não há evolução alguma sendo realizada de forma relevante nesse setor. A BrBatel chega para trazer inovação em um segmento muito grande porém ainda pouco explorado”, finaliza Lucas Flores.

Nova novela

Conheça o elenco principal de “Poliana Moça”

Quanto Mais Vida, Melhor

Flavia/Guilherme se esconde no bar de Teca

Além da Ilusão

Davi pede desculpa a Isadora por tê-la beijado

Confira!

John Wick 2 e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix