Uma festa com quase 100 pessoas foi encerrada em Curitiba, na noite de sexta-feira (25), após fiscalização das equipes da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (AIFU) da capital. Em dois dias, na sexta e na quinta-feira (24), quatro pessoas foram detidas e a AIFU fechou seis pontos comerciais e outros três estabelecimentos que descumpriam o decreto municipal que está em vigor para conter o contágio do coronavírus (covid-19). No Cajuru, as equipes abordaram um estabelecimento comercial que já possuía denúncias de aglomeração de pessoas e encontraram uma máquina caça-níquel, substância análoga a maconha e 22 carteiras de cigarros contrabandeados. 

+Leia mais! Neve no Paraná? Previsão aponta temperatura negativa em Curitiba

Segundo a AIFU, na quinta-feira e na sexta-feira, os agentes percorreram vários bairros para verificar o cumprimento das medidas de combate à covid-19 em Curitiba. O balanço aponta fiscalização em estabelecimentos comerciais nos bairros Água Verde, Bigorrilho, Bom Retiro, Boqueirão, Cajuru, Centro, Centro Cívico, Hugo Lange, Jardim Botânico, Pinheirinho e Seminário na quinta-feira e nos bairros Batel, Bigorrilho, Centro, Jardim Social, São Francisco, Uberaba, Boqueirão, Sítio Cercado, Xaxim, Portão, Caiuá e Cidade Industrial (CIC).

Nos dois dias foram fiscalizados 16 pontos comerciais e nove deles foram fechados. Das 384 pessoas que estavam nos locais, 107 foram abordadas e quatro detidas. As equipes também aplicaram 10 Autos de Infração de Trânsito e 25 autuações administrativas.

+Leia mais! Envolvido na morte de Ana acompanhava passos da vítima e repercussão do crime. Polícia divulga prints

Em uma das situações, na noite de sexta-feira, os agentes da AIFU abordaram um estabelecimento comercial no bairro Boqueirão, com música ao vivo, e constataram que havia quase 100 pessoas no local, a maioria sem máscara de proteção. A Secretaria Municipal de Urbanismo (SMU) aplicou uma multa no valor de R$ 50 mil e o gerente do estabelecimento foi encaminhado para assinar um termo circunstanciado.

Na ocorrência do Cajuru, na quinta-feira, no local onde havia aglomeração, máquina caça-níquel, drogas e cigarros contrabandeados, o proprietário foi encaminhado ao cartório da 1.ª Companhia do 20.º BPM, onde assinou um Termo Circunstanciado. Ele foi liberado.

+Frio e sem água! Bairros de Curitiba sem água por causa de obra de grande porte da Sanepar

No mesmo dia, em outro estabelecimento, no Boqueirão, um homem, de 49 anos, foi preso e encaminhado por desobediência e falsidade ideológica. Segundo o Boletim de Ocorrência (B.O.), durante a abordagem o homem afirmou ser da Reserva do Exército Brasileiro e ser aposentado da Polícia Federal, porém ele não tinha cadastro como militar ou policial federal. O homem também tentou impedir a revista e empurrou a comandante da Operação.