Uma fumaça preta no céu chamou a atenção de várias pessoas de Curitiba e da região metropolitana neste sábado (3). A princípio, imaginou-se um incêndio de grandes proporções na região do bairro Água Verde, próximo da Arena da Baixada, mas que não se confirmou de acordo com o Corpo de Bombeiros. A fumaça veio de Araucária, da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar).

Segundo a Petrobrás, a refinaria precisou realizar na sexta-feira (2), uma parada não programada de produção e que as chamas altas foram liberadas como parte do processo. A estatal explicou ainda que seguiu todos os procedimentos, e a tocha é um equipamento de segurança projetado para permitir a parada segura de unidades de processo, visando garantir a segurança das pessoas, do meio ambiente e das instalações da refinaria.

LEIA TAMBÉM:

>> Motoristas e cobradores de Campo Magro acusam prefeitura de desvio de vacinas contra a covid-19

>> Com 88% da população vacinada, Ilha do Mel projeta retomada do turismo

A fumaça preta foi vista por inúmeros bairros de Curitiba. No Centro, Água Verde, Portão e mesmo no Santa Cândida, região norte da capital.

Cheiro de Fumaça

Dessa vez não teve cheiro de fumaça. Em março, uma densa névoa e um forte cheiro assustou moradores de várias regiões de Curitiba. Na oportunidade, um incêndio aconteceu na região de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, e com o vento, a fumaça se alastrou por uma grande distância.