Quem terminava a noite de domingo (3) jantando no restaurante Madero, no cruzamento da Avenida Munhoz da Rocha e Rua São Pedro, no Cabral, viveu momentos de pânico durante um assalto. Um funcionário foi levado refém e o roubo terminou com um bandido morto e dois funcionários baleados.

A ação durou pelo menos 15 minutos. Segundo apurou a Tribuna do Paraná, quatro homens chegaram ao local e renderam todos os clientes e funcionários por volta das 23h.

Com as portas do restaurante fechadas, mas agindo como se estivessem abertos, os bandidos receberam clientes que chegaram enquanto o assalto acontecia e estes também foram rendidos lá dentro. A suspeita é de que os assaltantes queriam o cofre do local, mas como não tiverem acesso, pegaram o que puderam: celulares, dinheiro, relógios, bolsas e objetos pessoais dos clientes.

Um segundo de distração foi o suficiente para que um dos seguranças do restaurante reagisse. Ele trocou tiros com os assaltantes. Segundo testemunhas, houve um intenso tiroteio dentro do local e um bandido fugiu baleado. A pé, ele correu pelas ruas próximas e se escondeu.

Os outros assaltantes fizeram um funcionário refém para fugirem. Eles libertaram a pessoa numa esquina próximo ao restaurante e fugiram em um Celta, mas não se sabe se teriam roubado de alguém o veículo ou se era um carro que os esperava. O funcionário não se feriu.

A mulher feita refém foi liberada alguns minutos depois, mas a polícia não informou onde.

Policiais militares perseguiram o rapaz que saiu ferido e a pé até que num terreno fechado na esquina das ruas Professor Arthur Loyola e Bom Jesus, ele foi encontrado. Houve um segundo confronto e o bandido morreu.

Socorristas do Siate prestaram atendimento aos outros dois funcionários, um segurança e um garçom, que foram baleados. O segurança foi atingido no pescoço e encaminhado estável ao hospital. Já o garçom foi atingido de raspão e não corre risco de morte.

As ruas próximas ao restaurante foram fechadas e a Polícia Militar mobilizou viaturas para encontrar os suspeitos. Os policiais acreditavam que outro veículo dava cobertura aos bandidos, e que poderia haver mais gente envolvida no assalto.

O crime é investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos (DFR). Imagens das câmeras de segurança do restaurante, caso tenham registrado a ação, devem ajudar na identificação dos assaltantes.

De acordo com a assessoria de imprensa do restaurante, o segurança está bem e deve receber alta nos próximos dias. Em nota, o Madero lamentou profundamente o ocorrido e confirmou que os três bandidos renderam o porteiro e três funcionários.

O restaurante disse que funcionários e clientes estão recebendo total assistência e reafirmou que nenhum cliente sofreu qualquer tipo de ferimento, apenas danos materiais. O Madero está cooperando com a polícia para a solução do caso o mais rápido possível.

Baleado, um dos bandidos correu e se escondeu neste terreno.