Um novo golpe na praça virou motivo de alerta e de aviso feito pelo Procon-PR. O “presente premiado com foto” é a maneira que os bandidos estão utilizando para ter uma imagem de suas vítimas e assim, conseguir benefícios em instituições bancárias. Em um vídeo, a diretora do Procon-PR, Claudia Silvano, reforça a estratégia que chama a atenção, porque um presente realmente chega para as pessoas.

LEIA TAMBÉM – Poupar, pagar dívidas ou gastar? Veja o que fazer com o 13º e não caia em tentações

“Ela recebe uma ligação falando que ela vai receber um presente em sua residência ou trabalho. Chega o produto que pode ser um sabonete ou cremes com uma embalagem bonita, aí, o entregador pede para fazer uma foto que comprove a entrega. Não tem nenhum cartão que identifique quem mandou o presente. A pessoa de boa-fé faz a foto e dias depois recebe uma ligação falando que um veículo teria sido comprado no seu nome”, diz Silvano.

E aí, onde está o golpe?

Claudia explica que alguns bancos utilizam o reconhecimento facial para dar mais segurança nas operações, assim, os bandidos se apropriam da imagem para conseguir benefícios em nome das vítimas. “Se recebeu o presente de alguém que não conhece e pedirem para fazer foto, recuse que pode se um golpe”, completou a diretora.  

Whatsapp da Tribuna do Paraná

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!

Receba as notícias do seu bairro e do seu time pelo WhatsApp.