Um longo transtorno para muitas cidades paranaenses está perto do fim. O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou o projeto de lei, aprovado na Assembleia Legislativa do Paraná, que prevê o desvio das linhas férreas dos centros urbanos no Paraná nos próximos contratos de concessão, beneficiando todas as regiões metropolitanas do estado.

+ Leia mais: Chuva em Curitiba e região faz nível dos reservatórios atingir 51% em três dias

“Os trilhos são uma cicatriz, um problema crônico em vários municípios. Debatemos muito e chegamos a um projeto consistente com um impacto positivo a longo prazo. Sempre se falou desta questão. Mas, enfim, conseguimos uma alternativa viável que trará mais modernidade ao estado e vai proteger as pessoas”, afirmou o deputado Delegado Francischini (PSL), que assina a agora lei 20.650/2021 com os deputados Delegado Jacovós (PL), Marcio Pacheco (PDT), Evandro Araújo (PSC) e Michele Caputo (PSDB).

A medida define que, na renovação das concessões, seja previsto um novo traçado para os trens de carga, contribuindo com a logística nos grandes centros além de amenizar dados preocupantes.

Só em 2019 foram 146 acidentes com trens – incluindo colisões e atropelamentos no Paraná. Em 2020, mesmo em plena pandemia, as ocorrências cresceram para 167 registros.

+ Veja também: Novo atacarejo em Colombo irá gerar 250 empregos diretos

As linhas já existentes podem ser ocupadas por outros modais de transporte, como os veículos leves sobre trilhos, auxiliando também no trânsito da cidade. E ainda a reurbanização, com áreas para lazer e espaços culturais.

Não é de hoje

Os transtornos causados pelos trens que cortam a cidade são beeeem antigos. A Tribuna noticiais a reclamação dos moradores vizinhos e acidentes que acontecem entre trens e outros veículos desde antes da internet. Esse registro, por exemplo, é de 2004 (quando a internet já existia, obviamente). Depois, mais recentemente, falamos do tema em 2018 e também este ano, em 2021, quando trouxemos a possibilidade do fim dos apitos ensurdecedores.