O Paraná registrou o primeiro caso autóctone (transmitido dentro da própria região) de zika vírus do ano, segundo mostra o novo boletim da dengue divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) nesta terça-feira (9). A transmissão foi em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba e, segundo a pasta, o paciente passa bem.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

O infectado é um homem de 37 anos, que vive na cidade vizinha à capital. De acordo com o informativo, a doença foi contraída de forma leve. Desde agosto do ano passado, esse é segundo relato de caso autóctone comprovado no estado.

A cidade de São José dos Pinhais não tem alerta de infestação da doença, mas ainda é preciso ficar atento. “Foi um caso esporádico, porém é necessário ficar atento para que não sejam registrados novos casos e também para que não tenhamos uma epidemia na cidade”, orienta vigilante ambiental da Sesa, Ivana Belmonte.

Ivana ainda ressalta que nesta época do ano são registrados mais casos. “Em março, abril e maio os casos sobem porque ainda temos dias de calor, que é agradável para o mosquito reproduzir e se proliferar”, alerta.

+ Vacina da gripe estará disponível gratuitamente a partir de quarta em Curitiba

O zika vírus e outras doenças, como a dengue e a chykungunya, são transmitidas pelo mosquito Aedis aegypti, que se reproduz através de água parada. Para deter o parasita, a única forma de combate é evitar focos de água parada, em vasos, pneus, piscinas e outros lugares que possam acumular água.

Dengue

A Sesa confirmou 530 novos casos de dengue na última semana em todo o estado. Desde agosto de 2019, já foram infectadas pelo vírus 2.553 pessoas.

Na região de Curitiba, somente em relação à dengue são 11 casos no período, sendo apenas um contraído dentro da região. Os demais são importados de outras áreas.

A incidência da dengue no Paraná é de 21,74 casos por 100 mil habitantes. O Ministério da Saúde classifica como baixa incidência quando o número de casos autóctones for menor que 100 por 100 mil habitantes.

Estuprador à solta leva pânico a bairro de SJP. Mulher ficou sob poder do homem em matagal