O prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), usou as redes sociais para fazer um apelo para que idosos, aposentados e pensionistas fiquem em casa como medida de proteção ao coronavírus. Pelo Facebook, o prefeito mandou o recado e alertou que idosos são do grupo de risco para a doença: “Não quero patrocinar o contágio para a morte”, disse. Segundo o boletim mais recente, Curitiba tem 731 casos confirmados e 29 óbitos e 529 recuperados da covid-19.

“Me dirijo aos vovôs, vovós aposentados, pensionistas e aposentados por invalidez. Não saiam de casa, fiquem em casa, o vírus mata e mata em número maior os idosos”, alertou o prefeito, que na semana passada afirmou estar estudando uma medida para interromper a gratuidade de ônibus para idosos como proteção ao coronavírus.

Suplico respeitosamente aos Idosos que respeitem a regra de proteger suas Vidas e #FiquemEmCasa. Não quero patrocinar o contágio para a Morte. Peço que se precisarem andem de graça em seguros ônibus quase vazios , entre 10 da manhã e 16 horas de cada dia. Esta é nossa medida de PROTEÇÃO À VIDA dos Idosos Curitibanos. Ajude a divulgar com seus Vovôs e Vovós, País e Mães.

Posted by Rafael Greca de Macedo on Sunday, May 10, 2020

No vídeo, Greca ressaltou que o tempo de Curitiba, com frio pela manhã e também noite pode prejudicar a saúde de pessoas com mais idade. “O tempo frio, o sereno do final das tardes e a geada das manhãs podem fazer muito mal a você que tem mais de 65 anos. Pode vir uma moléstia respiratória e a ela pode ser somada o coronavírus, o vírus que mata”, alertou o prefeito.

Novamente Greca voltou a ressaltar a importância das orientações dos médicos e especialistas de saúde. “É uma expressão do meu coração curitibano e da inteligência técnica médica, daqueles que querem salvas vidas em Curitiba. Eu imploro, eu suplico convido vovô, vovó, aposentados e pensionistas: fiquem em casa. E se precisar sair, só use ônibus das 10h da manhã às 16h da tarde”, disse. Lembrando que o transporte público é extremamente perigoso para o contágio da covid-19, tanto que passageiros entrevistados pela Tribuna temem andar nos coletivos em horários de maior movimento.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?