Rafael Greca, prefeito de Curitiba, encaminhou, nesta quarta-feira (10) dois projetos de lei para a Câmara Municipal de Curitiba. O primeiro autoriza Curitiba a comprar vacinas através do consórcio da Frente Nacional de Prefeitos. O segundo trata da compra de vacinas diretamente pela prefeitura de Curitiba.

+Leia mais! “Aflição, dor e sentimento de enxugar gelo”, desabafa Rafael Greca. Lockdown não é descartado

“Não estamos enfrentando uma luta política com o Ministério da Saúde e governo Federal. Aceitamos o Plano Nacional de Imunização, bem como as vacinas que, mesmo em doses reduzidas, nos têm mandado o Governo Federal”, disse o prefeito em vídeo.

Greca ainda disse esperar que os projetos de lei sejam votados de maneira “urgentíssima”. “Deus nos valha e nos permita encontrar os estoques necessários para despendemos nossos R$ 100, R$ 200 milhões que sejam necessários para imunizar essa cidade inteira.

Leia mais

Votação na semana que vem

Segundo a Câmara Municipal de Curitiba, os projetos do consórcio da vacina tramitarão em regime de urgência. Requerimentos já foram aprovados e os mesmos entram em pauta terça-feira e quarta-feira da semana que vem, dias 17 e 18, respectivamente.

A situação é de urgência extrema pois, segundo boletim desta terça-feira (08)4, Curitiba teve um aumento de caos ativos (pessoas que transmitem a doença). Até agora são 3.094 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.