O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, retrucou um seguidor e ainda cutucou os governos Federal e também do Paraná, após ser questionado sobre o andamento da vacinação em Curitiba. O seguidor comparou a vacinação feita no Rio Grande do Sul em tempo constante e Greca rebateu: “Enfermeiras não são máquinas. São pessoas de carne e osso”, disse. Curitiba atualmente vacina nascidos no 2º semestre de 1995 e no 1º semestre de 1996.

+Viu essa? Rua cartão-postal do Mossunguê terá mudanças após ser transformada em via calma

“Somos o 26 em vacinação. A vacina chega na sexta-feira, descansa sábado e domingo, começa a ser distribuída na segunda e é aplicada na terça-feira. Enquanto isso, nosso vizinho Rio Grande do Sul vacina durante a semana até meia noite e finais de semana até as 17 horas. Curitiba vacina igual a obra da Linha Verde, senhor Rafael Greca”, disse o internauta na postagem de Greca sobre uma mensagem de bom dia. Confira abaixo:

Em resposta, o prefeito Rafael Greca aproveitou para cutucar o governo estadual e Federal. “Pois é. Talvez tenham ganho mais imunizante que nós. Ou nós vacinamos mais rápido que os gaúchos. Último sábado foram 37 mil pessoas vacinadas. #PensarÉpreciso. Enfermeiras não são máquinas. São pessoas de carne e osso. Nosso escore de vacinação”, disse o prefeito de Curitiba ao linkar uma imagem com o “vacinômetro de Curitiba”.

Segundo levantamento apresentado nesta terça-feira (17) pelo Jornal Nacional da vacinação por idade nas capitais, Curitiba realmente está bem atrás; Rio Branco, Manaus, Macapá e São Luiz, por exemplo, já estão em 12 anos ou mais. Campo Grande está vacinando 15 anos ou mais e Boa Vista está em 17 anos ou mais. Aqui no Paraná, o governo de Ratinho Jr anunciou para outubro a previsão de vacinar crianças e adolescentes. Curitiba atualmente vacina nascidos no 2º semestre de 1995 e no 1º semestre de 1996. A capital mais “atrasada” é Teresina, que está em 32 anos ou mais.

Confusão no encaminhamento de doses

A questão dos encaminhamentos de vacinas para Curitiba já deu o que falar entre Greca e o governo de Ratinho Jr. Em junho passado, o prefeito pediu uma correção de repasse desproporcional para a capital. “Estou pedindo que as vacinas que serão repassadas agora pelo Ministério da Saúde façam a equiparação daquilo que nos é devido e que nós temos perdido por discrepância ou por falha técnica”, disse o prefeito na época. O secretário de saúde do Paraná, Beto Preto, respondeu a reclamação e a classificou como “bravata e fanfarronice”

+Viu essa? Homens morrem em confronto com a polícia em área residencial do Uberaba

Bandeira muda nesta quarta-feira?

A prefeitura de Curitiba avalia, nesta quarta-feira (18), se mantém ou não a bandeira amarela na cidade. A prefeitura deve divulgar nas próximas horas se permanece com as atuais ou aumenta a rigidez nas determinações de combate à doença, que já tirou a vida de 6.938 curitibanos segundo boletim mais recente.

+Leia mais! Empresa com 150 vagas de emprego em Curitiba faz mutirão para contratação

Web Stories

Pega Pega

Treta! Nelito dá um soco em Julio por causa de Cíntia

Você sabia?

Cinco curiosidades sobre Curitiba que nem o curitibano raiz sabe!

Gigante!!

Nova Havan será quatro vezes maior que a loja que será abandonada em Curitiba

Pra curtir!

Novas atrações turísticas de Curitiba! Partiu conhecer?