Após o novo aumento dos combustíveis, anunciado nesta sexta-feira (17), o líder de caminhoneiros Wallace Landim, conhecido como Chorão, disse que a categoria não descarta a possibilidade de entrar em greve.

+Viu essa? Gangue do Rolex ataca: tenta assaltar esposa de ex-jogador do Coxa e leva tiros

“A verdade é que, de uma forma ou de outra, mantendo-se essa política cruel de preços da Petrobras, o país vai parar novamente. Se não for por greve, será pelo fato de se pagar para trabalhar. A greve é o mais provável”, afirmou em nota. “Estamos alertando há muito tempo das consequências dessa política de preços da Petrobras e caos econômico que ela está causando na sociedade”, diz a nota, acrescentando que “o caminhoneiro está sendo esmagado pela inflação e pela alta do diesel”.

Nesta semana, a Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava) já havia criticado também a redução do ICMS sobre o diesel. Segundo a associação, a medida é ineficaz. Em nota, a entidade ressaltou que diante de um possível novo aumento nos preços dos combustíveis, uma greve “é o mais provável e não demora muito”.

Pantanal

Zuleica não aceita morar na fazenda com os filhos

Além da Ilusão

Davi expulsa Iolanda de casa

Novidades da Netflix

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Estreia da semana

5 curiosidades sobre “O Telefone Preto”