Depois de várias denúncias sobre o uso e a venda de drogas na região central de Curitiba, no começo da tarde desta quarta-feira (8), guardas municipais montaram uma operação especial na região. Eles passaram por três pontos considerados críticos e encontraram várias porções de maconha. Ao todo, 64 pessoas foram abordadas.

O primeiro local a ser cercado pelos GMs foi a Praça Carlos Gomes. Por lá, os cães farejadores fizeram uma verdadeira varredura em busca de entorpecentes e ajudaram as equipes. Todos os jovens abordados foram liberados, mas os guardas acreditam que o traficante fugiu quando viu a aproximação das viaturas.

A operação foi feita no horário de almoço, em que o movimento é considerado maior. “Nós soubemos que muita gente acaba passando pela praça e, nesse horário, o consumo de drogas aumenta. Os traficantes ficam ainda mais audaciosos”, disse o supervisor Flausino.

Enquanto estavam na praça, muita gente se aglomerou para acompanhar o trabalho dos guardas. “O que a gente tem que dizer é só parabéns. Porque a situação está muito complicada, a guarda precisa fazer isso sempre”, disse, sem se identificar, um idoso à reportagem da Tribuna. Entre um comentário e outro, os GMs abordaram usuários e encontraram até um rapaz que respondia a alguns crimes, mas que não estava com mandado de prisão em aberto.

Com os abordados os guardas não encontraram nada representativo. Durante as buscas pelos cães que foram localizadas várias porções de drogas. “Acreditamos que, pela quantidade de droga encontrada, com certeza alguém estava vendendo na praça, mas essa pessoa fugiu”, considerou o GM.

Droga encontrada na Praça Carlos Gomes. Foto: Lucas Sarzi.
Droga encontrada na Praça Carlos Gomes. Foto: Lucas Sarzi.

O consumo de drogas na região central, tanto na Praça Carlos Gomes como também em outros espaços públicos, tem se tornado comum. Um dos flagras feitos chamou atenção dos guardas, mas a pessoa acabou não sendo encaminhada à delegacia. “Abordamos um homem enquanto ele fumava maconha. Um operário, que estava trabalhando próximo e usava droga no horário de almoço, sem se preocupar com o risco que ele corre pelos efeitos desse entorpecente no organismo”.

Outros pontos críticos

Da Praça Carlos Gomes, as viaturas seguiram para a Praça Osório, também no Centro, onde outras 39 pessoas foram abordadas e os guardas apreenderam uma pequena quantia de drogas. Nessa mesma praça, que fica no final da Rua XV de Novembro, um homem de 35 anos foi baleado no começo da madrugada desta quarta-feira em frente a um bar. Atingido por três tiros, o homem foi socorrido pelo Siate e, em estado grave, encaminhado ao Hospital Evangélico.

A operação da GM acabou na Rua São Francisco, onde muita droga foi encontrada com o apoio dos policiais militares da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) do 12º Batalhão e 12 pessoas foram abordadas. “Este é outro ponto crítico e que sempre encontramos drogas. Como tivemos o apoio, ao final, da PM, os próprios policiais encaminharam a droga à delegacia”, explicou o supervisor.

Importante denunciar

Ainda conforme Flausino, tanto a GM como também a PM precisam da ajuda da população. “O que a gente pede é que as pessoas denunciem, pois assim conseguimos melhorar ainda o mais nosso trabalho”, considerou. O telefone da GM é o 153 e o da PM é o 190, mas as denúncias sobre venda e uso de drogas também podem ser feitas através do fone 181.