A Guarda Municipal (GM) prendeu na madrugada desta segunda-feira (18) um dos maiores pichadores de Curitiba. O rapaz de 26 anos, conhecido como Guns, inscrição a qual ele marcava diversos imóveis, havia acabado de pichar um imóvel na Avenida Manoel Ribas, no bairro Mercês, quando foi abordado pela GM por volta das 3h.

“A gente estava procurando este pichador há bastante tempo. Ele vinha gerando danos a estabelecimentos comerciais, residências e monumentos públicos”, afirma o secretário de Defesa Social e Trânsito, pasta responsável pela GM, Guilherme Rangel.

LUTO NO PR – Morre o cantor João Lopes, autor de “Bicho do Paraná”, hino informal do estado

Além de três sprays de tinta, os guardas apreenderam uma câmera filmadora e o celular do rapaz que tinham várias imagens das pichações feitas pelo detido. As imagens comprovam que Guns agia nas mais diversas regiões de Curitiba, com vandalismo na região central, Avenida Água Verde, Praça da Espanha, Avenida Batel, e lixeiras nas Rua Cel. Dulcídio e Avenida Sete de Setembro.

“Ele mesmo contou aos guardas que filmava e fotografava as pichações que fazia e que tinha um vasto material para apresentar”, conta o chefe do Grupo de Pronto Emprego Operacional (GPEO) da Guarda Municipal, responsável pela prisão, o supervisor Antônio Flausino.

Mais denúncias

O pichador foi encaminhado à Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) da Polícia Civil. Pela pichação a qual foi flagrado, ele já foi multado pela prefeitura em R$ 5 mil.

VIU ESSA? – Chuva chega a Curitiba nesta semana, mas não será suficiente para aumentar reservatórios

Entretanto, a prefeitura espera que mais pessoas busquem a Polícia Civil para denunciar o vândalo. “Pedios para que as vítimas deste pichador entrem em contato com a delegacia para registrar Boletim de Ocorrência contra ele para que responda da forma mais severa possível por seus crimes”, solicita o secretário Rangel.

O telefone da DPMA é o (41) 3251-6200.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?