Há exatos 45 anos, em 17 de julho, nevava em Curitiba e o show de imagens daquela época empolga os curitibanos até hoje. Relembrando a data histórica, nesta sexta-feira (17) a Tribuna separou várias fotos para mostrar como foi àquele 17 de julho. Infelizmente, no inverno deste ano, a chance de nevar é muito pequena. Segundo o Instituto Simepar, há uma possibilidade remota do fenômeno ocorrer em agosto, mas ainda não há como prever com exatidão.

O mais provável é que as imagens de neve em 2020 sejam apenas as da nossa galeria de fotos.

O próprio Simepar destaca que o fenômeno da neve é um sistema especial que precisa de várias condições para que a água da chuva forme a neve. Além de ser necessário um ar muito frio, é preciso umidade, chuva, nuvens carregadas e logo em seguida esse ar gelado. Geralmente, em Curitiba, é mais fácil se ter uma chuva congelada do que neve propriamente dita.

O meteorologista Reinaldo Kneib, do Simepar, também afirma que até o final de julho deste ano está descartada a ocorrência de neve, mas ele deixa uma pulguinha atrás da orelha em relação a agosto. “Previsão de neve é para um horizonte de alguns dias. Então, quem sabe em agosto”, diz o meteorologista.

Enquanto se aguarda uma previsão positiva da meteorologia, o jeito é curtir as fotos do arquivo da Tribuna.

E em 2013 nevou?

Sim. Claro que não foi como em 1975, mas, em menor escala, o fenômeno aconteceu em 2013. Só que a grande lembrança de neve para os curitibanos vem mesmo daquele 17 de julho. Quem vivia em Curitiba teve um dia bem atípico: nevou muito por aqui. O fenômeno na capital não era inédito, mas a neve não era vista na cidade desde o ano 1928.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?