Uma briga de marido e mulher terminou em morte na manhã deste domingo (15) em Curitiba. Os dois, moradores da Cidade Industrial de Curitiba, discutiram na noite de sábado (14) e ele saiu de casa. Pela manhã, moradores da Rua Leonor Cardoso, no Campo Comprido, ouviram gritos de socorro e, quando foram ver, encontraram o homem já morto. O Siate chegou a ser acionado e os socorristas tentaram reanima-lo, mas ele não reagiu.

O corpo do homem, de 41 anos, foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Fazendinha e, em seguida, ao Instituto Médico-Legal. A suspeita é de que ele tenha morrido de overdose, mas somente exames do médico legista irão apontar a causa da morte.

Segundo informações ainda não confirmadas pela Polícia Civil, depois que discutiu com a mulher, foi afogar as mágoas na bebida. Desde o momento em que saiu de casa, o homem desapareceu e nem deu notícias à mulher.

Por volta das 7h deste domingo, os vizinhos de um terreno baldio na Rua Leonor Cardoso ouviram gritos e pedidos de socorro. “Uma única voz, o homem pedia por socorro e a voz dele foi ficando mais fraca”, contou um morador, que não se identificou. Quando os moradores foram ver o que havia acontecido, já o encontraram morto.

O corpo do homem não apresentava sinais de ferimentos. Começou então a discutir a suspeita de que ele possa ter sofrido um mal súbito ou overdose. Apesar dos indícios, o corpo deve passar por exames. Investigadores da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) devem apurar e investigar o que aconteceu de fato.