Um travesti é suspeito de ferir a facadas o garçom Luiz Antônio Oliveira Machado, 39 anos, por volta das 9h30 de sábado, na frente da pensão onde moram, na Travessa da Lapa, entre as avenidas Visconde de Guarapuava e Sete de Setembro, no Centro.

Luiz e Kendra seriam namorados e moram no local há cerca de cinco meses. Anteontem, os dois teriam brigado. Kendra fugiu antes da chegada do socorro, deixando o companheiro caído na calçada. Osni José dos Santos, que também mora na pensão, encontrou o vizinho sangrando muito e acionou o Siate. Em princípio, os socorristas foram avisados que seria uma situação de queda. Mas, assim que chegaram ao local, perceberam que a vítima tinha vários ferimentos no peito, possivelmente facadas. “Luiz estava consciente quando o médico chegou e disse que tudo não passou de um acidente. Ele falou que foi empurrado pelo travesti e caiu sobre vidros. Nunca ouvi briga dos dois aqui”, afirmou Osni, que foi orientado por telefone a estancar os ferimentos. “Emprestei uma toalha pra ficar segurando em cima do ferimento”, disse.

No local, porém, não havia nenhum caco de vidro e nem sinal do travesti, que sumiu sem dar explicação.

Luiz foi encaminhado em estado grave ao Hospital Cajuru.

Em maio deste ano, um travesti também chamado Kendra foi preso com drogas no centro de Curitiba. Na época, ele alegou que havia recebido pedras de crack como forma de pagamento por um programa.