Um homem foi preso por policiais militares da UPS Tatuquara suspeito de passar notas falsas no comércio do bairro. O aspirante Nery, comandante da UPS, conta que uma comerciante ligou para a polícia, dizendo ter recebido uma nota de R$ 100 falsa. “Ela disse ter vendido um pen drive para o suspeito. No entanto, a vendedora não se deu conta e o comprador foi embora da loja com o troco”, disse o policial.

Segundo o aspirante, outros três comerciantes teriam sido lesados pelo homem, cujo primeiro nome é Elizeu e tem cerca de 30 anos. “Nós conseguimos o endereço dele com outro comerciante e fomos até a casa dele”, contou o policial. No local, porém nenhuma nota falsa foi localizada. Apenas seis pedras de crack foram apreendidas. “Segundo as vítimas, ele comprou uma TV e uma caixa de ovos em outros dois locais com as notas que não tinham a marca d’água”, disse.

Salário

O detido se defendeu e afirmou que o dinheiro é de seu salário. “Ele disse que trabalha numa casa noturna no bairro”, informou o PM, que orienta os comerciantes a usar máquinas para verificar se as notas são verdadeiras e sempre analisar as cédulas antes de recebê-las. Elizeu foi encaminhado à sede da Polícia Federal, no Santa Cândida.