Um homem que teria morrido ao ser atropelado por um trem, na verdade pode ter morrido por despencar de uma altura de aproximadamente 15 metros. O acidente aconteceu por volta das 6h desta quinta-feira (27), na Rua Leonardo Gelinski, no Jardim Autódromo, divisa de Pinhais com Curitiba.

Sem identificação, o corpo do homem de aproximadamente 60 anos precisou ser resgatado por uma equipe do Grupo de Operações de Socorro Tático (Gost) dos Bombeiros.

De acordo com a soldado Francyeli, do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, a equipe foi acionada para um acidente com o trem, mas o corpo da vítima não tinha sinais de atropelamento. “Ele tinha marcas na cabeça que certamente foram causadas pela queda”, disse.

Aos policiais do BPTran, o maquinista contou que o homem estava encostado na ponte e caiu. Os Bombeiros acreditam que a vítima se assustou ao ver o trem e tentou evitar ser atropelado. “Talvez para tentar se salvar, ele pulou no rio, mas o volume de água está abaixo do normal e a queda causou a morte”, disse o soldado Andrioli.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba, onde aguarda identificação e também deve passar por exames que vão comprovar a real causa da morte.