O morador do bairro Cajuru, José de Paula Filho, 43 anos, morreu de forma trágica na tarde desta quinta-feira (24), em Curitiba. Ao parar na beira de um córrego canalizado da Rua Dr. José Giostri Sobrinho, esquina com a Rua Luiz Visinoni, ele escorreu, caiu de bruços e bateu com a cabeça no fundo da estrutura de cimento por onde corre a água. O corpo dele foi encontrado por volta das 16h30, quando o Corpo de Bombeiros foi acionado.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Após o acidente a vizinhança ficou desolada, já que Paula Filho costumava trabalhar na companhia de um cadeirante, a quem ele empurrava pelas ruas do bairro vendendo objetos e pedindo ajuda financeira.

Morte trágica

Segundo testemunhas no local, além de trágica, a morte dele também foi constrangedora. O homem teria escorregado no barranco do “valetão” – nome popular dado ao córrego – porque parou para urinar. A polícia científica confirmou que a braguilha da calça de Paula Filho estava aberta quando o corpo foi retirado e encaminhado ao Instituto Médico-Legal de Curitiba (IML).

+ Leia mais: Despacho de bagagens em voos voltará a ser de graça no Brasil

Embora os investigadores da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) não descartem a possibilidade de crime, a hipótese de acidente condiz com as informações coletadas no local.
O cadeirante, com quem José de Paula Filho convivia, foi até o córrego, auxiliado por populares, e lamentou a morte do amigo.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Polícia estoura desmanche de carros em Curitiba; três foram presos