Um homem morreu pouco depois de passar a roleta de um ônibus do Interbairros V na região do Cajuru, próximo ao Terminal da Vila Oficinas. Segundo um dos passageiros que estava no coletivo, o senhor entrou no veículo normalmente por volta das 7h30 e logo depois de passar o cartão transporte na catraca, passou mal e caiu no chão. O ônibus estava na altura da rua Teófilo Ottoni.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

O SAMU foi acionado imediatamente pelos passageiros e segundo a testemunha demorou cerca de 20 minutos para chegar. A assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde informou que a primeira ambulância chegou ao local em menos de 10 minutos para realizar os primeiros atendimentos. Os enfermeiros tentaram acudir o homem com massagem cardíaca, mas ele não reagiu.

Uma segunda ambulância chegou e os médicos usaram um desfibrilador,  No entanto,. a ressuscitação não foi bem sucedida. Segundo o SAMU, em nota, todo o possível foi feito para salvar a vida do homem, que não teve seu nome revelado. “Todas as ambulâncias do Samu em Curitiba têm os equipamentos necessários para prestar os atendimentos de emergência, incluindo os desfibriladores. No caso questionado, a primeira ambulância a chegar ao local, em menos de dez minutos após a ligação para o número 192, que prestou os primeiros socorros e acionou a segunda ambulância, com apoio médico, para seguimento do atendimento”.

Indignação

Uma das testemunhas ficou indignada com o comportamento que algumas pessoas que estavam dentro do mesmo ônibus tiveram ao testemunhar a cena. Em seu perfil no Facebook, Juliana Almeida desabafou: “Algumas pessoas cruéis, estavam preocupadas só porque iam chegar atrasadas no trabalho, e a vida daquele senhor no chão frio e sujo do ônibus de nada valia. A cena não sai da minha mente, fecho os olhos e vejo tudo. Fico me perguntando como está a família desse senhor agora. A lição que tiro disso tudo é, vamos ter mais compaixão pelo próximo”, disse.

[iframe src=”https://especiais.tribunapr.uol.com.br/wp-content/uploads/2018/09/whats-tribuna.html” width=”100%” height=”250″ style=”max-height:250px; overflow:hidden;” scrolling=”no”]

Festival tem pratos por preço único de R$ 9,90 no MercadoSal