O Dia do Médico, celebrado nesta segunda-feira (18), teve um significado ainda mais especial para a equipe do Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba. A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da instituição registrou nenhum caso ativo de covid-19 nas primeiras 24 horas, ou seja, zero pacientes no período de transmissão da doença. Isto não acontecia desde março de 2020.

Para o intensivista da UTI Covid do hospital, Nabil Omar Filho, o sentimento é de alívio. “Nós tratamos pacientes, não doenças, então o que vem na cabeça agora é um pouco de tranquilidade. O nosso sucesso é o sucesso do paciente, e o nosso fracasso também, mas ninguém gosta de perder. Agora vemos cada vez mais distante a cena de país perdendo filhos, filhos perdendo os pais e famílias sendo devastadas. Isso é nosso alívio”, celebra.

LEIA TAMBÉM:

>> Com voos para mais 11 cidades, Paraná será maior destino aéreo da Azul em 2022

>> Leilão da PRF oferta 109 carros abaixo do preço de mercado; Tem até veículo dedicado a time de futebol

Além da conquista em relação a pacientes e familiares, o médico também destaca a vitória para os profissionais da área da saúde. “É uma conquista e um privilégio chegar até aqui. Foram quase 100 colegas médicos que perderam a vida lutando na linha de frente só no Paraná. O dia 18 de outubro remete ao médico, que carrega tudo de bom e tudo de ruim que acontece em cada caso, mas existe uma equipe multidisciplinar por trás da figura do médico que é essencial e que faz parte desse momento”, salienta Nabil.

Vacinação e cuidados são parte desse time

Além dos médicos e dos profissionais que atuam diariamente na linha de frente, Nabil também destaca a importância da vacina e dos cuidados básicos, que são parte fundamental desta conquista. “Essa é uma realidade de países que fizeram vacinação em massa. É cientificamente comprovado que com as duas doses o paciente tem um risco muito baixo de ter a doença e, caso tenha, que seja de uma forma mais branda. A aplicação das duas doses da vacina nos ajuda e muito. Além disso, as medidas sociais também foram e continuam sendo essenciais, como o uso de máscara, álcool e o distanciamento social”, reforça o intensivista. 

Em Curitiba, mais de 1,2 milhão de pessoas já estão imunizadas com as duas doses ou a dose única das vacinas contra a Covid-19, de acordo com a Prefeitura municipal. Ao todo, a capital paranaense registrou mais de 295 mil casos da doença e 7.685 mortes. Para mais informações sobre a vacinação em Curitiba, o cidadão pode acessar o portal ImunizaJáCuritiba, por meio do link https://imunizaja.curitiba.pr.gov.br.

Web Stories

Pega Pega

Sérgio avisa a Erica que o juiz o liberou sob fiança

Humm!

Quatro opções de café da manhã de hotel em Curitiba

Império

Vicente pede Maria Clara em casamento

Esporte

Aprenda a jogar Tênis de graça em Curitiba