O Hospital Universitário Evangélico de Curitiba (HUEC) suspendeu o atendimento aos pacientes do Samu, Siate, Central de Leitos e também o agendamento de cirurgias. A ação iniciou esta semana e vai se agravar na próxima segunda-feira (28), quando também serão suspensas as consultas ambulatoriais, exames laboratoriais e de imagem.

As mudanças foram divulgadas em nota oficial assinada pelo interventor Carlos Alberto Motta, e não há data para normalização das atividades. “A suspensão acontecerá temporariamente, entretanto, por tento indeterminado, até que o hospital tenha condições de redimensionar seus serviços”, informou.

Segundo ele, as alterações nos atendimentos fazem parte da reestruturação financeira da instituição e ainda garantem, neste momento, os insumos necessários ao tratamento dos pacientes que já estão internados.

Segundo o hospital, esses problemas financeiros já são antigos, mas se agravaram em 2014, quando foi necessário entrar com uma ação judicial solicitando a intervenção do Ministério Público. “A partir de dezembro de 2014 tivemos o afastamento da diretoria antiga e quem está gerenciando o hospital desde então é um grupo coordenado pelo interventor Carlos, que está trabalhando na recuperação financeira do HUEC”, afirma.

Foto: Átila Alberti.
Foto: Átila Alberti.

Audiências

Para isso, a equipe gestora realiza uma audiência com o Ministério Público na tarde desta quinta-feira (24) e no período da noite de hoje com a presença dos funcionários que estão com seus salários atrasados. No entanto, o hospital garante que não há possibilidade de greve, pois o diálogo tem sido aberto com todos os colaboradores.

Vale lembrar que essa não é a primeira vez que atendimentos são suspensos no Hospital, pois no dia 4 de novembro também foi divulgado o fechamento do Pronto Socorro da instituição.

A reportagem da Tribuna do Paraná entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Curitiba, que informou estar em dia com o repasse de recursos para a instituição. “Estamos monitorando a situação e temos interesse no funcionamento do Hospital, mas não podemos tirar recursos de outro hospital para isso. Então, estamos mantendo o repasse normal”, informa a  pasta.cd9f89ee-99b8-4001-92b8-961602dd75e8