Autorizada pela Justiça, a demolição do Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), em Pinhais, região metropolitana da capital, foi retomada nesta semana. Enquanto o asfalto da pista era demolido, os defensores do circuito ainda sonhavam em impedir o fim de um dos maiores palcos do automobilismo brasileiro. Nesta terça-feira (12) as máquinas derrubaram a icônica passarela que passava por cima da pista, o que frustrou ainda mais pilotos (amadores e profissionais) e fãs do circuito.

Veja o vídeo!

Nesta quarta-feira um protesto foi organizado contra o fim do AIC.

Após dois dias de iniciadas no final do ano passado, as obras haviam sido suspensas por decisão liminar da Vara da Fazenda Pública de Pinhais. No entanto, na última sexta-feira (7), o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná suspendeu os efeitos da liminar.

Com a suspensão da liminar e com a autorização dada pela Prefeitura Municipal de Pinhais, em 15 de dezembro do ano passado, para realizar a “demolição das benfeitorias não averbadas existentes na área”, a Bairru Urbanismo, empresa responsável pelo projeto do Bairru PARC, retomou ontem (10) as obras de desmobilização do Autódromo, com a retirada de partes da pista original, boxes e arquibancadas.

+ Leia mais: Tragédia na BR-376! Cinco mortos, entre elas três crianças, em gravíssimo acidente

Movimentos contrários à iniciativa tentaram impedir a demolição pedindo o tombamento do espaço como patrimônio do município. Petições online foram criadas para arrecadar assinaturas, mas as obras de desmobilização seguem em ritmo acelerado. No local será construído um bairro completo planejado em parceria com o escritório do urbanista Jaime Lerner.