Foi identificada a grávida que morreu após um grave acidente na Rodovia Régis Bittencourt, a BR-116, em Cajati (SP), a 175 quilômetros de Curitiba. O acidente chamou a atenção, já que ao morrer, Ingrid Irene Ribeiro teve a barriga rompida, o que gerou o nascimento do bebê. A menina sobreviveu após a mãe ser arremessada e foi encaminhada para o Hospital Regional Vale do Ribeira.

Ingrid morava no bairro Barro Preto, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), e tinha embarcado no caminhão na região de Curitiba. Nesta segunda-feira (30), ela faria 21 anos.

Os parentes de Ingrid foram até São Paulo para reconhecer o corpo da jovem, que foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal de Registro. No Facebook, a irmã de Ingrid, Adriele Ribeiro, confirmou a morte da jovem e informou que a bebê segue com bom estado de saúde. Segundo a família, a bebê se chama Jenifer, mas foi, antes de ser identificada, carinhosamente chamada de Giovana pela equipe que a salvou.

A criança foi encaminhada ao hospital, que informou que a menina já saiu da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, onde estava internada por precaução. O bebê foi levado a uma unidade de cuidados intensivos intermediários, mas está saudável e passa bem. A família de Ingrid aguarda agora uma decisão judicial para poder trazer a menina para o Paraná.

O corpo de Indrig está sendo velado no Cemitério Pedro Fuss, em São José dos Pinhais. Conforme familiares, o enterro da jovem também vai ser no mesmo local, ainda nesta segunda-feira.

O acidente

O caminhão em que Ingrid estava transportava madeira e ela embarcou de carona. Segundo informações da concessionária responsável pelo trecho, o motorista do veículo perdeu o controle e capotou. No acidente, além de Ingrid, que acabou morrendo, o motorista, que tinha 30 anos, se machucou. Ele foi socorrido e já está em casa. Segundo a polícia, ele prestou socorro à moça e, por isso, deve responder por homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

 

‘Perdeu playboy’!