Um idoso, de 68 anos, suspeito de “se esfregar” em uma manicure em um ônibus da linha Pinhais-Campo Comprido foi preso em flagrante pela Guarda Municipal na manhã desta segunda-feira (25). Segundo a vítima, quando ela percebeu que o tarado estava com o pênis para fora, “meteu a mão na cara dele”.

Conforme o relato da manicure, por volta das 10h o ônibus estava lotado, e ela percebeu algo atrás dela, mas a princípio não deu atenção, em virtude da lotação do coletivo. Quando sentiu “movimentos intensos”, ela se virou para ver o que era e viu o “senhor de idade mexendo nas partes íntimas”.

Revoltada, a vítima bateu no rosto e xingou o idoso. Um amigo que estava com ela viu o que estava acontecendo e imobilizou o homem. Conforme a manicure, quando os outros passageiros souberam do tarado, queriam agredi-lo, mas o motorista do coletivo orientou que fosse chamada a Guarda Municipal.

O suspeito foi encaminhado ao 3º Distrito Policial. O guarda Adenilton, que atendeu a ocorrência, orientou que outras mulheres que sejam vítimas de crimes como esse denunciem à GM pelo telefone 153. “Aconselho as cidadãs a acionarem o 153, que a resposta é rápida e precisa”, afirmou.

Abusos

Só este ano, a Guarda Municipal já atendeu a 24 ocorrências relacionadas à denúncias de assédio sexual ou ato obsceno ou libidinoso no interior do transporte coletivo e seis prisões em flagrante, sendo cinco por assédio sexual e uma por ato obsceno ou libidinoso.

Em 2014, foram registradas 28 ocorrências e nove flagrantes, com os suspeitos sendo conduzidos à delegacia. Em 2015, esse número saltou para 81 ocorrências e dez flagrantes de prática de abuso cometido dentro de ônibus do transporte coletivo, de acordo com dados da Gerência de Informações Estratégicas da Guarda Municipal de Curitiba.