Três homens armados invadiram uma mercearia e tocaram o terror no estabelecimento durante um assalto, cometido na manhã desta segunda-feira (23), em Almirante Tamandaré, Região Metropolitana de Curitiba. Um vídeo divulgado em grupos de mensagens de celular mostra a ação violenta dos suspeitos contra o dono do estabelecimento, um idoso de mais de 70 anos de idade. A ocorrência foi registrada por volta das 6h40, na Rua Edgar Ferreira do Nascimento, bairro Tanguá. O idoso tem o estabelecimento há 40 anos e já passou pelo menos por 22 assaltos, sendo este o mais violento de todos.

+Leia mais! Vai ficar por Curitiba no feriado de Natal? Veja o que abre e o que fecha!

Segundo informações da Polícia Militar (PM), os três homens levaram dinheiro, maços de cigarro e os celulares de pelo menos dois clientes que estavam na mercearia. A PM informou que, ao chegar no local, os homens já tinham fugido. Não havia detalhes sobre o meio de locomoção utilizado na fuga, nem a direção para onde foram.

+Viu essa? Polícia investiga golpe de R$ 23 milhões contra idoso em Curitiba!

Outro envolvido no assalto chegou a dar uma chave de braço no idoso dono do estabelecimento. Foto: Reprodução.

As imagens de uma câmera de segurança da mercearia, que incluem o áudio do momento do assalto, mostram que os suspeitos estavam armados com revolver e pistola e foram extremamente agressivos contra um idoso que é o proprietário do estabelecimento. Eles dão vários ‘mata-leão’ (golpe de luta em que o agressor passa o braço em volta do pescoço da vítima) e batem com o cano do revólver no peito dele. Eles cobram pelo dinheiro, mesmo o idoso falando diversas vezes que não tinha nada.

assalto em almirante tamandare
O terceiro envolvido no assalto violento também não se importou e entrou de cara limpa ao estabelecimento. Reprodução.

Assalto de cara limpa!

Os suspeitos não usam nenhum tipo de máscara. Por causa disso, as imagens podem ajudar a policia na identificação dos três.

A reportagem entrou em contato com comerciantes da região, para obter mais informações sobre ocorrências semelhantes, mas eles preferiram não comentar o caso.

Segundo a Polícia Militar, buscas foram feitas na região logo após a ocorrência, mas ninguém foi identificado e encontrado.