O prefeito de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, Marcelo Puppi apresentou uma piora de seu estado de saúde na tarde desta terça-feira (5) e precisou ser induzido ao coma novamente. Puppi testou positivo para a covid-19 e está internado desde o dia 25 de novembro. No dia 28 de novembro, ele foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

LEIA TAMBÉMCasos ativos de covid-19 caem pela metade em duas semanas em Curitiba

Segundo o Hospital do Rocio, o prefeito chegou a apresentar uma progressiva melhora de seu quadro clínico nos últimos dias. Ele chegou a tomar posse do cargo de prefeito na última sexta-feira (1º), ainda internado na UTI. Puppi estava acordado, sem sedação, e na presença de uma comitiva de três vereadores. Ele foi empossado por meio de gestos.

A família de Puppi deu detalhes da posse nas redes sociais. “O ato seguiu todas as normas de segurança, não sendo realizado nenhum tipo de cerimônia. Uma comitiva de três vereadores se dirigiu ao hospital e um representante da Câmara Municipal, em como alguns profissionais de saúde, atestaram o ato. Na leitura do juramento previsto na Lei Orgânica do município, por gestos, o prefeito consentiu assertivamente, sendo então dada a ele a posse”, diz a postagem.