O quadro clínico do médico Jamal Munir Bark está cada vez melhor. Depois de conversar com a família por videochamada no último dia 11 de abril, o paciente já respira sem o auxílio de um ventilador pulmonar. Jamal foi um dos primeiros infectados graves do novo coronavírus em Curitiba e segue na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Marcelino Champagnat desde o dia 20 de março.

As informações do estado de saúde do médico foi passada pela médica infectologista Marion Burger, da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, na live transmitida pelo Facebook na sexta-feira (17). “ Já tem três dias que ele não necessita do auxílio do ventilador e acreditamos que em breve ele poderá deixar a UTI. É um sopro de esperança que isto logo vai passar depois deste período longo e difícil”, relatou Marion.

LEIA TAMBÉM De bruços? Entenda porque a técnica é eficaz no tratamento de pacientes com coronavírus

Ainda na transmissão pelas redes sociais, Márcia Huçulak, secretária municipal comemorou a evolução do médico. Jamal foi um dos primeiros casos graves na capital paranaense e despertou enorme preocupação ao ser internado com o covid-19. “ Foi nosso primeiro paciente em estado muito grave e, por ser um profissional da nossa equipe há muitos anos e um profissional dedicado ficamos muito preocupados. É um colega que se dedica em atender e estamos muito felizes com a recuperação”, ressaltou a secretária.

O médico está no Hospital Marcelino Champagnat há quase um mês. No dia 19 de março, se sentiu mal e procurou atendimento. A provável fonte de infecção foi o contato com uma colega de trabalho que esteve em São Paulo e apresentou sintomas respiratórios leves após o retorno. Jamal tem 59 anos, atende na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Boqueirão e também na cidade de Rio Branco do Sul, na região Metropolitana de Curitiba.

Casos Graves em Curitiba

Curitiba soma 391 casos confirmados do novo coronavírus. Destes infectados, 134 já estão recuperados e liberados do isolamento social pelas autoridades de saúde. Em estado grave em leitos de UTI são 28 pessoas. Os dados fazem parte do boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) na tarde de sexta-feira (17).

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: