Ao que tudo indica, as sequências de dias intensamente gelados tão típicas do inverno não terão vez este ano em Curitiba e nem em lugar nenhum do Paraná. De acordo com a empresa de meteorologia Climatempo, como a estação tende a ser bem menos rigorosa do que as anteriores, é quase zero a possibilidade de novos recordes de temperaturas mínimas na cidade. Assim, além de o pior do frio já ter passado, não há previsão de quando as baixas temperaturas retornam — ou seja, o veranico deve continuar por mais um tempo.

“As massas de ar frio não obedecem o dia e a hora para chegar. Então, começou a esfriar antes do início do inverno, lá entre maio e começo de junho, quando houve as primeiras massas de ar polares. O frio mais intenso já aconteceu, na verdade”, afirma Aline Tochio, meteorologista da Climatempo. “Vão acontecer outras massa polares, mas dificilmente a gente vai chegar a zero grau de novo”, acrescenta.

Leia também: Feira oferece 3,5 mil vagas de trabalho em Curitiba e Região Metropolitana

Segundo Tochio, as temperaturas relativamente amenas que têm marcado as últimas semanas na capital devem ser bem comuns até o fim da estação. A previsão para os próximos dias, por exemplo, é de pouca chuva, sol e máximas que podem chegar aos 25°C durante a tarde — quase um clima de primavera, intensificado por um bloqueio atmosférico que atua sobre praticamente todo o país.

“A circulação de ventos que forma essa massa de ar seco funciona como um bloqueio e está impedindo que as frentes frias entrem de forma que está tudo ficando concentrado em cima do Rio Grande do Sul. Poucas frentes frias com massa de ar frio estão conseguindo avançar pelo Paraná”, explica a meteorologista, ressaltando que situações como esta, apesar de não ocorrerem todos os anos, são comuns. Isso significa que ainda via demorar um pouco para você tirar aquele cobertor mais pesado do armário ou usar seu casaco mais quentinho.

Que frio?

Antes do início do inverno, meteorologistas já defendiam uma estação menos gelada do que o normal para 2018, com médias de temperatura entre 8º C e 10° C em boa parte da temporada. Além disso, até mesmo as chances de geada estão menores, sendo que, se ocorrerem, devem se concentrar mais em áreas como morros e serras.

Leia ainda: Reforma trabalhista acabou com ‘aventureiros’ e diminuiu ações na justiça

Para Curitiba e Região Metropolitana, assim como para várias regiões do Sul e Sudeste do Paraná, a situação não é diferente. Isso não quer dizer, porém, que o frio não vai chegar à capital, mas a projeção da Climatempo é que dificilmente teremos temperaturas próximas a zero grau. Segundo Tochio, a previsão é que as menores mínimas fiquem um pouco abaixo dos 10º C. A menor temperatura registrada neste ano na cidade foi de 0,7º C no dia 9 de junho.

Motorista de BMW bate recorde de velocidade (e imprudência) em rodovia do Paraná