Durante anos, o mercado de startups esteve restrito ao pessoal do dinheiro. No entanto, isso é coisa do passado. Já pensou em ser um investidor anjo? Aquele dinheirinho suado que você tem guardado, ou mesmo que recebeu de algo acumulado, pode virar um bom retorno nesse mundo moderno de boas ideias. A boa notícia que Curitiba é celeiro de grandes empresas que iniciaram minúsculas e que hoje são exemplos para o mundo, os chamados unicórnios: empresas avaliadas em mais de um bilhão de dólares. Sendo um investidor anjo é possível investir a partir de R$ 3 mil e ter a chance de um recheado retorno financeiro.

A expressão investidor não é de agora, pois sempre teve alguém que incentivou o trabalho dos outros com dinheiro, os antigos mecenas da história que contribuíram com artistas como Leonardo da Vinci e Michelangelo. Alguns anos atrás, esta palavra poderia era utilizada como parceria ou patrocínio.

+Tudo sobre investimentos? Amigo de negócios mostra o caminho das pedras!

Agora, com quase tudo sendo realizado no mundo digital, o lado financeiro alterou a forma como os investimentos acontecem. A conta poupança não faz parte do passado, mas perdeu o encanto pelo pouco rendimento que proporciona. A bola da vez são as startups ou, quem sabe, partir para um investimento anjo.

Para que essas empresas se tornem gigantes e com bilhões de dólares na conta, é preciso que se estruturem em vários segmentos para que tenham uma movimentação que resulte em receita com entrega de produtos e serviços de qualidade ao cliente. Para tanto, é preciso investimento, e elas buscam esse recurso com as chamadas ofertas públicas de investimento, via plataformas de Equity Crowdfunding autorizadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Investidor-Anjo com R$ 3 mil

Veja como se tornar um investidor anjo e ter um retorno financeiro de até 30x?
Foto: Pixabay.

Com a necessidade de ter a grana, as empresas precisam do investidor, ou seja, os chamados anjos. Esta nomenclatura surgiu como uma forma de proteção para que essa rede se forme e aumente para que se cumpra com a meta da empresa.

Linda Machado, presidente do Curitiba Angels, fundada em 2014, relata a importância do investimento-anjo para as startups. “O investimento inicial para viabilizar o negócio é fundamental, garantindo que ocorra um desenvolvimento planejado. O investidor-anjo tem um papel importante para os fundos de investimentos, que podem receber negócios melhor estruturados em seu portfólio”, relatou Machado.

+Viu essa? Três investimentos para iniciantes na Bolsa de Valores

Para investir, não é necessário ter um grande volume de dinheiro, mas tenha na cabeça que é uma negociação de alto risco.“Nós temos investidor de R$ 3 mil e outros de R$ 100 mil. Quando uma startup sinaliza para a gente, nós mandamos um questionário para os nossos anjos perguntado quanto você quer investir? Temos na Curitiba Angels pessoas que começaram investindo pouco e hoje investem valores altos. Eu gosto muito de orientar no início, e peço calma. Divida seu risco”, comentou a presidente da rede de investidores-anjo.

Qual o ganho de um investimento anjo?

É impossível saber qual o ganho quando se faz um investimento deste tipo. Um bom exemplo é o empresário de um atleta de futebol. Ele ajuda quando o jogador não é conhecido e investe para que ele avance na carreira. Quando o jogador vai ganhando fama e consegue uma boa transferência para outro clube ou mesmo renova o contrato, o retorno da grana chega ao empresário, ou seja, para o investidor-anjo.

“Investimento-anjo é de risco. Temos empresas que faziam parte da nossa carteira e precisaram de um aporte maior para crescer. Ela está valorizada, mas precisar negociar o que foi investido para seguir outro caminho. É uma troca que pode render até 30 vezes mais o que foi investido, mas isso depende de vários fatores”, disse Machado

Onde procurar a melhor startup para investir?

Curitiba é a capital das startups e dos investidores anjo.
Foto: Divulgação/SCMS

Curitiba é referência quando o assunto é startup. A prefeitura criou por meio da Agência Curitiba de Desenvolvimento S/A, o programa Vale do Pinhão, que auxilia empresas e pessoas a buscarem caminhos do empreendedorismo.

Marlon Alves Cardoso, coordenador geral de programas de empreendedorismo e inovação da Agência Curitiba de Desenvolvimento, acredita que a cidade proporciona ótimas alternativas para quem procura investir.

“O Vale do Pinhão consegue oferecer isso com atividades como a Cidade das Startups. Nós temos vários veículos de investimento, temos os anjos que colaboram entre si ou em grupos. Importante que antes de pensar em recursos financeiros, é preciso ter uma organização, conexões com pessoas que orientem os melhores passos e oportunidades”, completou Marlon.

+Leia mais! Guia prático de como começar a investir com pouco dinheiro e do jeito certo

Como participar?

Os interessados podem procurar o site do Vale do Pinhão ou mesmo a plataforma Worktiba Digital, um canal de conexões, capacitações e ferramentas, como chat ilimitado e reuniões on-line por videoconferência, além de armazenamento e edição simultânea de arquivos em tempo real.

Pantanal

Zuleica está preocupada com Marcelo

Instagramáveis

Saiba onde encontrar as lindas cerejeiras em Curitiba

Novidades da Netflix

Volume 2 de Stranger Things 4 e mais séries e filmes chegam nesta semana

Além da Ilusão

Joaquim termina seu noivado com Isadora